5 motivos para NÃO comprar o Toyota Corolla Cross Hybrid

Lançado no Brasil em março de 2021, o Toyota Corolla Cross era um dos produtos mais aguardados do mercado automotivo brasileiro. A ideia de ter um SUV inspirado no Toyota Corolla empolgou os consumidores e deu ao segmento um produto extremamente competitivo e atraente.

Entretanto, mesmo com todas as suas qualidades, o Toyota Corolla Cross também tem alguns probleminhas que podem fazer você pensar duas vezes antes de ter um, mesmo na completíssima versão Hybrid, a topo de gama na linha do SUV médio japonês.

Com isso em mente, o Canaltech resolveu listar cinco motivos para você não comprar o Toyota Corolla Cross Hybrid.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O Toyota Corolla Cross Hybrid (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

5. Freio de estacionamento

A ausência de um freio de estacionamento eletrônico já era uma crítica pesada em cima do Toyota Corolla sedan, que não oferece o recurso nem mesmo em sua versão topo de gama, a Altis Premium Hybrid. A montadora japonesa, porém, teve a chance de consertar isso no Corolla Cross — mas acabou piorando.

Diferentemente da versão vendida nos Estados Unidos, em que há o sistema de freio de estacionamento eletrônico, a solução dada pela Toyota no modelo vendido no Brasil foi colocar a alavanca próximo ao pé esquerdo, igualzinho ao que foi feito no Toyota Prius.

Algo bem antiquado e, até certo ponto, revoltante para um carro de R$ 200 mil.

O “freio de mão” no Corolla Cross é no pé (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

4. Acabamento

A tentativa da Toyota de fazer um SUV inspirado no seu principal produto faz todo o sentido, mas o downgrade no nível de acabamento do Corolla Cross para o Corolla sedan é notório.

O painel, que manteve o desenho bonito e teve a central multimídia mais “afinada”, tem plástico duro na região superior, algo inadmissível para um automóvel desse porte e valor. Aquela sensação de “economia” é chata demais de ver.

O painel do Corolla Cross parece com o do sedã, mas não é (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

3. Espaço interno

Mesmo com um entre-eixos de 2,64m, o Toyota Corolla Cross passa a sensação de ser mais acanhado do que seus rivais diretos, casos de Volkswagen Taos (2,68m) e Jeep Compass (2,63m). O carro está longe de ser desconfortável, bem longe, mas quando pensamos no ótimo espaço do modelo sedan (2,70m) — e que custa menos —, é de se pensar.

Pessoas com mais de 1,80m viajam até que bem, com menos folga do que nos rivais e até mesmo do que em modelos compactos, como o Hyundai Creta, onde a vida nos bancos de trás é mais tranquila.

Espaço interno do Corolla Cross decepciona, apesar de não ser ruim (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

2. Desempenho

O Toyota Corolla Cross Hybrid é um carro muito gostoso de guiar, mas fica devendo em desempenho quando comparamos com a versão 2.0. A combinação de motor elétrico e a combustão que gera 122cv aproximados não chega a irritar, mas também não empolga e, em alguns momentos, fica devendo.

A grande virtude desse conjunto híbrido é mesmo o consumo e o uso urbano. Sendo assim, se você usa o carro mais para viagens e não abre mão de ter um Toyota, invista na versão 2.0, que traz o excelente motor Dynamic Force de 177cv.

Apesar de econômico, o Corolla Cross Hybrid fica devendo em desempenho (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

1. Equipamentos

É normal que montadora no Brasil vendam os carros com menos equipamentos que em suas versões gringas, sobretudo dos Estados Unidos, onde os impostos e os custos de produção são bem menores. Mas, pelo preço cobrado pelo Toyota Corolla Cross Hybrid, as perdas foram, digamos, bem chatas.

Além da ausência do freio de estacionamento eletrônico, a versão brasileira do SUV híbrido japonês ainda deixa a desejar em acabamento, que é bem superior na versão vendida nos EUA — e idêntica à do sedan. Também sentimos falta de uma série de outros recursos e tecnologias dentro da cabine:

  • Wi-Fi 4G nativo
  • Sistema de som JBL
  • Aquecimento dos bancos dianteiros
  • Compatibilidade com Amazon Alexa
  • Nove airbags
  • Sistema de concierge e recuperação veicular
  • Leitor de placas
  • Opção com tração nas quadro rodas
  • Suspensão traseira independente
O Toyota Corolla Cross dos EUA é bem superior ao brasileiro (Imagem: Divulgação/Toyota)

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também