73% dos usuários já esperam que lojas ofereçam entregas no mesmo dia

A depender dos consumidores, as entregas ultra rápidas (também conhecidas como entregas no mesmo dia) têm tudo para se tornar a regra no comércio eletrônico brasileiro. Isso porque mais de dois terços das pessoas que compram online já consideram fundamental esse tipo de serviço.

Os dados são provenientes do novo estudo publicado pelo Capterra, plataforma de comparação de softwares, que investigou o comportamento dos consumidores em torno do quick commerce, nome dado a lojas que oferecem essas entregas rápidas. Como resultado, foi possível inferir que embora o índice de aceitação seja alto, apenas 25% dos entrevistados disseram que estão dispostos a deixar de comprar em uma loja que não oferece entrega no mesmo dia.

No entanto, a realidade se mostra diferente da expectativa por rapidez da parte dos consumidores. De nove categorias de produtos analisadas pelos entrevistados do Capterra, para cinco delas os respondentes disseram que a entrega demora mais de cinco dias para chegar.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Produtos de casa e decoração, além de eletrônicos, são os que mais costumam demorar para serem entregues (43% e 38% respectivamente), segundo os consumidores. Já medicamentos e produtos farmacêuticos são os que chegam com maior velocidade ao comprador, com 34% dos entrevistados afirmando que esses itens são entregues em menos de uma hora.

Satisfação atrelada á velocidade de entrega

Velocidade de entrega é visto como fator importante. (Imagem: Reprodução/Handy Wicaksono/Unsplash)

A pesquisa ainda mostra que a maior parte dos entrevistados (56%) atrela sua satisfação com o serviço dependendo da velocidade de entrega. Além disso, na seleção de um fornecedor, quase dois terços (64%) se disseram influenciados em algum grau pelo tempo de entrega oferecido por uma loja.

O estudo do Capterra, por fim, também mostrou que para os consumidores, há um desejo quase generalizado pela redução dos prazos de entrega, já que 95% indicaram que gostariam de diminuir os prazos de entregas.

“O estudo do Capterra demonstra que o tempo de entrega está alinhado ao tipo de mercadoria e sua finalidade. Portanto, é necessário que os varejistas conheçam as características de seus produtos para poder organizar uma operação logística rápida e eficiente”, finaliza Marcela Gava, analista responsável pelo estudo.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu