Alertas do INMET avisam sobre intensidade de chuvas; entenda cada nível

Você talvez já tenha se deparado com alertas do INMET sobre intensidades de chuvas em uma determinada região, mas talvez não saiba exatamente o que esses alertas significam. O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) do Brasil é responsável por fornecer ao grande público informações meteorológicas à medida que monitora, analisa e prevê o tempo e o clima do país. Para isto, o INMET conta com uma classificação de alertas dos níveis de chuva, classificados em três níveis de perigo.

Os avisos meteorológicos são emitidos com 24 ou 48 horas de antecedência, para que a população e autoridades se mantenham atentas. Mas como funciona a classificação de alertas de volume de chuva?

Como funcionam os alertas do INMET

O volume de chuva registrado em determinado local é medido a partir de dois principais instrumentos: o pluviográfico e o pluviômetro — sendo este segundo o mais comum. O pluviômetro é um funil colocado em outro recipiente cilíndrico com as marcações milimétricas.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O funil conduz a precipitação para um recipiente com as medidas em milímetros (Imagem: Reprodução/Domínio Público)

A partir da precipitação que cai neste funil, sua quantidade é estimada em intervalos regulares. Cada 1 mm de chuva corresponde a 1 litro de água despejada em 1 metro quadrado. Então, a precipitação é classificada em três níveis: amarelo, laranja e vermelho.

O que significa o alerta amarelo do INMET

Este alerta é definido como perigo potencial, isto é, quando a chuva registrada por hora tem um volume de 20 a 30 mm ou 50 mm no mesmo dia. Além disso, um evento deste nível pode estar acompanhado por ventos com rajadas de 40 a 60 km/h.

O alerta amarelo do INMET não apresenta ameaças, apenas a possibilidade de uma precipitação (Imagem: Reprodução/JacLou DL/Pixabay)

O alerta amarelo, portanto, orienta que as pessoas tomem cuidado com qualquer prática de atividades sujeitas ao risco de caráter meteorológico. Embora seja o nível mais fraco, é necessário ficar atento, pois ele pode evoluir para um estado mais severo rapidamente.

Também significa haver um baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos, alagamentos ou descargas elétricas.

O que significa o alerta laranja do INMET

Este alerta já é classificado como perigo e a precipitação em determinado local é registrada de 30 a 60 mm por hora ou até 100 mm em único dia. As rajadas de vento neste estado podem atingir de 61 a 100 km/h.

Alerta laranja do INMET já apresenta alguns riscos, como queda de energia e descargas elétricas (Imagem: Reprodução/Unsplash/Anna Atkins)

No alerta laranja, a atenção é redobrada, pois existe um maior risco de corte de energia em decorrências das ventanias, bem como a queda de galhos e árvores, alagamento e incidências de raios.

O que significa o alerta vermelho do INMET

Este é o nível de alerta mais severo. Esta classificação prevê um volume de precipitação superior a 60 mm por hora ou acima de 100 mm em 24 horas. Aqui, os ventos ultrapassam os 100 km/h e há grande possibilidade de granizo.

O alerta vermelho do INMET é o mais severo, podendo gerar alagamentos por seu grande volume de chuva (Imagem: Reprodução/Unsplash/Chris Gallagher)

Este fenômeno meteorológico é definido por sua intensidade excepcional, com grande probabilidade de grandes danos e acidentes, incluindo queda energia, de árvores e alagamentos.

Neste caso, o INMET orienta a população a se manter atualizada quanto à evolução da chuva e seus possíveis riscos, para estarem preparados para possíveis medidas de emergência.

Fonte: INMET (1 e 2)

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também