Antena 4G da TIM que testa 5G na praia da Pipa (RN) é movida a energia eólica

O balneário de Pipa, em Tibau do Sul (RN), acaba de receber a primeira antena da TIM movida a energia eólica. O equipamento é usado para oferecer cobertura 4G e, em breve, deve servir para testes da tecnologia 5G.

A antena é semelhante a um poste de iluminação pública e a ideia é que ela seja incorporada à paisagem e ao mobiliário urbano — conceito conhecido como biosite. A TIM tem mais de 1,7 mil biosites em todo o país: desenvolvida no Centro de Desenvolvimento da TIM em Guaratiba (RJ), a solução acaba de ganhar a opção eólica.

Ela é diferente das torres eólicas tradicionais: as pás são posicionadas na vertical, no topo do poste metálico. Com isso, segundo a operadora, o movimento é mais silencioso e eficiente e o impacto visual é menor, já que todos os fios e cabos de transmissão ficam embutidos e o poste metálico pode ser usado para iluminação pública ou câmeras de vigilância.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Antena eólica está na praia da Pipa, no RN (Imagem: Divulgação/TIM)

A companhia afirma que tem investido em estruturas sustentáveis para superar o desafio de chegar cada vez mais a áreas remotas e de difícil acesso. Isso inclui o uso de fontes de energia renováveis, como as antenas com módulos solares fotovoltaicos, que não precisam de rede elétrica para levar cobertura a rodovias e vilarejos.

A iniciativa de adotar a matriz eólica está alinhada aos compromissos de governança ambiental, social e corporativa (ESG) assumidos pela operadora.

Fonte: Teletime

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu