As 8 maiores descobertas de dinossauros em 2021

O ano de 2021 foi bastante importante para as descobertas na área da paleontologia, com pesquisadores encontrando diversos fósseis de dinossauros e revelando o resultado de anos de pesquisas. O Canaltech, claro, não deixou de noticiar grande parte dessas revelações, e é hora de relembrar as mais importantes.

No ano passado, conhecemos dinossauros brasileiros, japoneses, chineses e até australianos, entre carnívoros e herbívoros, grandes e pequenos, e com as mais diversas características. Confira a nossa lista com as 8 descobertas mais importantes feitas em 2021.

8. Japonês do fim da Era Mesozoica

O herbívoro fazia longas viagens da Ásia até a América do Norte (Ilustração: Masato Hattori)

Em 2021 teve descoberta no Japão, em maio, quando um grupo internacional de cientistas identificou uma nova espécie de dinossauro do tipo “bico de pato“, conhecido como Hadrossauro.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A espécie foi batizada de Yamatosaurus izanagii, e a descoberta revelou que a criatura, herbívora, migrava da Ásia para a América do Norte. Os dinossauros andavam sobre as quatro patas e viveram há 65 milhões de anos.

7. Titanos da China

Os dinossauros eram gigantes e foram encontrados perto de Pterossauros (Ilustração: Chuang Zhao & Xiaolin Wang)

Em agosto de 2021, dois dinossauros foram encontrados na China, em uma região conhecida por ser um cemitério de Pterossauros — que não são dinossauros.

As criaturas encontradas foram dois tipos de saurópodes, aqueles dinossauros de pescoço longo. Duas das descobertas foram batizadas de Slutitan sinensis e Hamititan xinjiangensis. Ambos eram gigantes e viveram no início do Período Cretáceo.

6. Chileno de cauda afiada

O dinossauro tinha uma cauda perigosa para os inimigos (Ilustração: Lucas Jaymez)

Há mais de 70 milhões de anos, no Chile, vivia o pequeno Stegouros elengassen, que contava com uma cauda bastante peculiar. Entre suas características estão uma estrutura de placas ósseas fundidas e afiadas.

O dinossauro era parecido com Estegossauro, mas uma análise de DNA posterior revelou que ele era mais próximo de um grupo chamado Anquilossauro.

5. Brasileiro e desdentado

O pequeno dinossauro foi encontrado no Paraná (Imagem: Reprodução/Museu Nacional/Nature)

2021 também ficou marcado por ser o ano em que um dinossauro banguela foi encontrado no Brasil. O animal em questão é um Berthasaura leopoldinae, que viveu em nosso país há cerca de 80 milhões a 70 milhões de anos.

Seus fósseis foram encontrados em Cruzeiro do Oeste, município paranaense localizado a 530 quilômetros da capital, Curitiba, e o dinossauro contava com características físicas únicas. A criatura era pequena, medindo até 80 centímetros de altura, e leve, pesando entre 8 a 10 quilos.

4. Novo Espinossauro

Os dinossauros tinham crânios parecidos com os de crocodilos (Imagem: Reprodução/Anthony Hutchings)

Também foram encontrados no ano passado, no Reino Unido, crânios de dinossauros que mais pareciam com cabeças de crocodilos. A descoberta se trata das primeiras espécies de espinossaurídeos conhecidas e parentes do Espinossauro.

Batizados de Ceratosuchops inferodios (garça do inferno com chifres e cara de crocodilo) e Ripatovenator milnerae (caçador de margem do rio), eles viveram no final do período Cretáceo.

3. “Cabeça de vírgula”

A crista do dinossauro lembra uma vírgula (Imagem: Reprodução/INAH/Luis V. Rey)

Encontrado no México, o Tlatolophus galorum foi um dinossauro herbívoro, barulhento, calmo e que viveu na Terra entre 72 a 73 milhões de anos atrás. Sua maior característica era contar com uma grande crista na cabeça, que alguns cientistas definiram como algo parecido com uma vírgula.

A pesquisa que levou à descoberta do dinossauro começou ainda em 2013, e foi possível identificar a criatura quando 80% do seu crânio foi desenterrado.

2. O maior da Austrália

O Australotitan foi encontrado há mais de 15 anos, mas só agora foi identificado (Imagem: Reprodução/Museu de Queensland)

O ano de 2021 também ficou marcado pela descoberta de que um dinossauro encontrado na Austrália se trata de uma nova espécie. Batizado de Australotitan cooperensis, a criatura foi encontrada há mais de 15 anos em uma floresta ao sul de Queensland.

A análise recente, então, descobriu que o Australotitan viveu há mais de 95 milhões de anos, era um titanossauro e pertencia ao subgrupo dos saurópodes de pescoço longo. Essas criaturas estão entre as maiores que já pisaram em nosso planeta.

1. Dinossauro “punk”

O fragmento encontrado lembra um moicano (Imagem: Reprodução/Curadoria do Museu de História Natural de Londres)

O primeiro dinossauro da lista é o Spicomellus afer, o primeiro anquilossauro encontrado na África e o mais antigo já conhecido. O fóssil da criatura ganhou notoriedade quando, em setembro, um estudo revelou a descoberta de um fragmento da sua costela.

O pedaço de osso conta com quatro espigões de mais de 26 centímetros de comprimento, fazendo o formato de um moicano. O dinossauro viveu entre 168 milhões e 164 milhões de anos atrás.

Fonte: National Geographic

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também