Brasil está envolvido em projeto de supermoto que chega a 400km/h

A startup de mobilidade elétrica Lightning Motorcycles fechou parceria com a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) para cooperação no desenvolvimento de uma supermoto elétrica capaz de chegar aos 400 km/h. O segredo? As baterias de nióbio, mineral abundante no Brasil.

A CBMM é uma das especialistas no uso do nióbio em componentes elétricos, algo que chamou a atenção da Lightning Motorcycles. Esse mineral, usado em motores extremamente fortes e na siderurgia, tem rigidez idêntica à do titânio e conduz eletricidade e energia tão bem quanto o ferro.

Além disso, o metal pode possibilitar melhorias no sistema de frenagem como redução do desgaste, maior durabilidade e mais eficiência. Sua utilização nos cátodos e ânodos de baterias de veículos também permite carregamento ultrarrápido e maior densidade energética.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O nióbio é um mineral capaz de fazer maravilhas pela engenharia (Imagem: Reprodução/ Click Petróleo e Gás)

“Estamos entusiasmados em trabalhar com a CBMM para inovar ainda mais as tecnologias de nióbio que podem ser traduzidas em benefícios significativos não apenas para motocicletas elétricas de alto desempenho, mas para todos os tipos de veículos”, disse Richard Hatfield, CEO e fundador da Lightning Motorcycles.

Com a parceria, a Lightning Motorcycles espera conseguir desenvolver um modelo capaz de bater o recorde de moto elétrica mais veloz do mundo, atualmente pertencente a ela própria com a LS-218: em 2011, a moto cravou 348 km/h

Fonte: CBMM

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu