Canal do Monark tem monetização suspensa pelo YouTube

O youtuber Bruno Aiub, popularmente conhecido como Monark, informou nesta sexta (18) que teve a monetização do canal homólogo suspensa por violar Políticas de Monetização de Canais do YouTube após suposta apologia ao nazismo. Na semana passada, o podcaster foi desligado do Flow Podcast ao defender a existência de “um partido nazista reconhecido por lei” no Brasil.

“Responsabilidade é prioridade máxima para o YouTube, e é muito importante que os criadores de conteúdo usem sua influência com responsabilidade — dentro e fora de nossa plataforma”, pontuou o e-mail da plataforma divulgado por Monark.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

As “Responsabilidades do criador de conteúdo” mencionadas no print de Monark determinam que os usuários da plataforma não tenham “comportamento ofensivo que cause impacto negativo em larga escala na comunidade”. “O objetivo dessa política é que os criadores de conteúdo respeitem os espectadores, seus colegas criadores e nossos anunciantes”, explica a plataforma na página de suporte.

“Quando os anunciantes perdem a confiança, os ganhos de todos os criadores de conteúdo do YouTube são prejudicados”, diz o YouTube. “Se o criador de conteúdo violar essa política, poderemos desativar temporariamente sua monetização ou encerrar suas contas”, conclui.

Com a suspensão, os vídeos publicados no canal Monark continuarão disponíveis para os espectadores, mas eles não gerarão receita por publicidade do YouTube ao criador de conteúdo. Além disso, ele não pode criar nenhum outro canal ou utilizar um canal de terceiros para burlar as restrições.

Monark se diz perseguido

No Twitter, o youtuber diz que sofre “perseguição política” do YouTube. Mesmo que o e-mail apenas indique o corte a receita geradas pelos vídeos, Monark disse que foi proibido de criar um canal “para poder continuar a vida”. Em vídeo, ele afirma que “parece que pessoas muito poderosas querem destruí-lo completamente”.

“Errar, eu errei, mas as consequências estão muito fora de proporção”, apelou Monark. “Estão literalmente tentando me aniquilar e acabar com minha vida”, completou. Devido à repercussão do caso, o youtuber voltou a figurar nos “Assuntos do Momento” no Twitter.

Fonte: Monark (Twitter)

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu