Cientista de Taiwan contrai covid após mordida de rato

Na última quinta-feira (9), uma cientista da Academia Sinica (principal instituto de pesquisa de Taiwan) foi infectada com a variante Delta depois de ser mordida por um rato de laboratório. A pesquisadora já tinha tomado duas doses da vacina da Moderna contra a covid-19, e os especialistas ainda investigam se a mordida foi realmente a fonte da transmissão.

Desde o momento da infecção, a cientista teve contato com aproximadamente 94 pessoas, que já estão sob quarentena, acompanhadas pelas autoridades de saúde de Taiwan. O centro de pesquisa genômica em que a cientista trabalhava era considerado como o nível mais alto de biossegurança.

O país não tinha casos de covid-19 desde o dia 5 de novembro, algo que pode ser reflexo de medidas rígidas de entrada de turistas e quarentena na fronteira. Foi apenas nos últimos meses que o governo passou a reduzir as restrições referentes a comércio e entretenimento.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Animais podem transmitir covid a humanos?

Cientista de Taiwan contrai variante Delta após mordida de rato (Imagem: kjpargeter/Freepik)

Segundo os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), o risco de animais espalharem covid-19 para humanos é considerado baixo. No entanto, mais estudos são necessários para entender essa relação.

Aliás, recentemente, pesquisadores do College of Veterinary Medicine and Biomedical Sciences (EUA) fizeram uma análise da presença da covid-19 em gatos, cães e roedores, para entender como ocorre surgimento de variantes em animais.

Fonte: South China Morning Post

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também