Como editar vídeos para o YouTube | Formatos e Apps

A plataforma de compartilhamento de vídeos do Google é um lugar muito sólido para postagem, a mais de uma década, na verdade. Saber como editar vídeos para o YouTube, assim como os formatos e apps que podem é uma necessidade importante para os criadores de conteúdo

Saber os formatos aceitos pelo YouTube é um bom começo, mas é apenas a ponta do iceberg. Existem muitos detalhes que são importantes e vale a pena ficar atento para que o trabalho de edição seja o melhor possível. Confira abaixo algumas dicas importantes sobre o assunto.

YouTube Studio

O YouTube Studio é a porta de entrada para postar vídeos em seu canal, e que também permite verificar o alcance e realizar algumas edições simples tanto pelo computador quanto pelo aplicativo. Também é um importante local para verificar a Biblioteca de Áudio onde o usuário encontra músicas e efeitos sonoros que pode ser usado em seus vídeos livremente.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

YouTube Studio tem uma lista de músicas e efeitos gratuitos para usar na edição do vídeo (Captura de tela: Rodrigo Folter)

Editores de vídeo

Mesmo que o YouTube Studio permita editar vídeos, talvez seja interessante buscar opções de programas especializados. Algumas opções de editores online estão disponíveis, mas se puder investir um pouco mais, existem alguns editores profissionais que possuem muito mais opções, inclusive permitindo configurar as diretrizes de áudio e vídeo, que você confere abaixo.

Apps de edição

KineMaster: disponível para Android e iOS, o aplicativo de edição suporta vídeos em 4K, tem mais de 2000 recursos como adesivos, efeitos e transições, além de exportação automática para o YouTube;

Filmora Go: usuários de Android e iOS encontram no Filmora Go outro aplicativo interessante para edição de vídeos, com efeitos exclusivos e simplicidade em sua interface;

InShot: também presente nos celulares Android e iOS seu foco é em agilidade através de uma interface simples, mas com vários recuros, como PiP (Picture in Picture), filtros, recortes e muito mais.

Área de trabalho dos aplicativos KineMaster, Filmora Go e InShot da esquerda para a direita (Captura de tela: Rodrigo Folter)

Diretrizes de vídeo

O YouTube prefere que os vídeos estejam em uma resolução em HD de1080p, com 24 quadros por segundo, taxa padrão para a indústria cinematográfica e que também define a qualidade base dos vídeos para YouTube, mas também é compatível 25 e 30 quadros por segundo. Além disso, é importante seguir essas especificações:

  • MPEG-2: Codec de áudio MPEG Layer II ou Dolby AC-3 com taxa de bits de áudio de no mínimo 128 kbps
  • MPEG-4: Codec de vídeo H.264 e Codec de áudio AAC com taxa de bits de áudio de no mínimo 128 kbps
  • Duração mínima: 33 segundos de vídeo, excluindo imagens em preto e estáticas, além de ruídos e silêncio de fundo.

Outra preferência da plataforma é que os vídeos estejam resolução 1920×1080 na proporção 16:9, mas também é possível enviar em 1280×720 na mesma proporção e em 640×480 para 4:3. Vídeos na vertical são ajustados automaticamente, e recebem preenchimento nas laterais, para caber no player da plataforma.

Confira a lista de todas as codificações para proporções 16:9 baseadas na resolução do vídeo recomendadas pelo YouTube:

  • 2160p: 3840 x 2160
  • 1440p: 2560 x 1440
  • 1080p: 1920 x 1080
  • 720p: 1280 x 720
  • 480p: 854 x 480
  • 360p: 640 x 360
  • 240p: 426 x 240

Diretrizes de áudio

Os áudios que utilizar nos vídeos no YouTube também devem seguir um padrão recomendado pela plataforma. A taxa de bits mínima precisa ser de 64 kbps, não há limite de tempo de áudio, mas o mínimo é de 33 segundos. É sempre recomendado o envio de áudio na melhor qualidade possível, e sempre nesses formatos:

  • MP3 em contêiner MP3/WAV
  • PCM em contêiner WAV
  • AAC em contêiner MOV
  • FLAC

Direitos autorais

Eu sei que usar aquela trilha sonora do seu filme favorito encaixaria perfeitamente no seu vídeo, mas é importante tomar cuidado, pois esse é um dos motivos mais comuns pelo qual um vídeo pode ser removido. Todo som ou imagem de alguém, ou alguma obra deve ser evitado se não tiver os direitos necessários para usá-lo.

Na primeira vez que receber uma notificação de violação de Direitos Autorais, o YouTube emitirá um alerta, por email e o usuário terá que passar por um curso onde o usuário pode entender mais sobre o assunto e como isso afeta seu conteúdo na plataforma. No e-mail estará:

  • Conteúdo que foi removido;
  • Qual, ou quais, políticas foram violadas; (por exemplo, assédio ou violência);
  • O que acontecerá com o seu canal e/ou vídeo;
  • O que fazer.

?rel=0&hd=0″ width=”640″ height=”385″ frameborder=”0″ allowfullscreen=”1″>

Editar vídeos para o YouTube é um processo trabalhoso e alguns cuidados precisam ser tomados, mas, em contrapartida, é uma ótima plataforma para investir em criação de conteúdo.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também