Como identificar golpes online via e-mail ou páginas falsas?

Cair em golpes virtuais é um medo comum dos usuários da internet, mesmo quando existem inúmeros sinais e guias na rede que mostram como se proteger desses problemas — o que é justificável pela preocupação em possíveis perdas financeiras ocasionada por um desses crimes.

Sabendo dessa preocupação, a Kaspersky compilou algumas dicas que podem ajudar a população a melhor se proteger de golpes, sejam eles phishing, infecções gerais com o malware ou outros tipos. Confira a seguir:

Verifique o endereço de e-mail

Antes de clicar em um link de um e-mail, é importante checar o remetente, em especial a parte após a @ — como essa parte do endereço identifica o provedor, acaba se tornando mais difícil sua falsificação.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Criminosos virtuais muitas vezes utilizam letras parecidas, como o “L” minúsculo em vez do “i” maiúsculo, para confundir as vítimas e assim fazer elas caírem no golpe. Por isso, a atenção é importante.

Examine os links no e-mail

É importante ficar atento a e-mails falsos. (Imagem: Reprodução/Optimonk)

Após chegar o endereço do e-mail, também é importante verificar os links enviados na mensagem — principalmente se eles estiverem afirmando ser de alguma corporação específica.

Por isso, sempre veja antes qual o endereço que o e-mail quer te levar e o oficial da suposta empresa. Se encontrar diferenças, apague a mensagem imediatamente, já que ela é um golpe.

Confira o certificado de segurança do site

Fique de olho neste cadeado em páginas. (Imagem: Reprodução/Canaltech)

Aquele cadeado ao lado da barra de endereços de navegadores indica que o site é certificado por uma organização independente e toda comunicação entre a máquina e a página é criptografada.

Essa certificação, embora fácil de ser obtida, não pode mostrar nomes de empresas que não a contratante, o que possibilita que, ao clicar no símbolo, usuários saibam a quem o site realmente pertence.

Verifique quem registrou o domínio e quando

Além do certificado, é possível consultar informações adicionais sobre o domínio do site usando o serviço Whois. Ele fornece dados sobre todos os endereços IP e nomes de domínio atuais. Digite a URL que você deseja verificar no campo relevante e veja quando o domínio foi registrado e por quem.

Verifique o conteúdo do site

Estude o site com mais detalhes: se for composto por apenas uma ou duas páginas, é muito provável que seja falso. Os cibercriminosos usam sites sem muitos recursos com o único objetivo de oferecer ofertas incríveis e atraente pelas vítimas — mas não tomam o cuidado de copiar todas as páginas reais de uma página oficial.

Na mesma dica, fique atento a erros de digitação ou elementos de design estranhos na página — outros indicativos de possíveis alterações.

Marque sites importantes como favoritos

Adicione todos os sites que você visita com frequência aos seus favoritos e abra-os apenas a partir daí, eliminando dessa forma o risco de abrir acidentalmente uma página falsa.

É especialmente importante fazer isso para sites nos quais você insere dados pessoais, sejam redes sociais, bancos online, trocas de criptomoedas ou clientes de e-mail.

Fonte: Kaspersky

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu