Dois terços dos clientes desistem após experiência ruim em compras online

A cada três pessoas que decidem fazer uma compra online em 2021, duas desistem por conta de uma experiência ruim. É o que levantou o anuário CX Trends 2022, realizado pela empresa de atendimento ao cliente Octadesk em parceria com a companhia de pesquisa de mercado Opinion Box. Nela, 62% dos consumidores ouvidos desistiram de uma compra por conta de maus momentos ao comprar um serviço ou produto.

O principal motivo apontado pelos ouvidos pela pesquisa é o valor alto do frete, seguido dos preços elevados e a falta de credibilidade da empresa. Outros fatores apontados são atendentes mal preparados, tempo de resposta muito longos, site lento, falta de credibilidade da empresa e até mesmo falta de canais de atendimento.

“Sabendo disso, as empresas que investirem em treinamento e comunicação instantânea vão se destacar no mercado e fidelizar o cliente”, comenta Rodrigo Ricco, CEO da empresa.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Mais de 2.000 pessoas foram entrevistadas para o relatório, que tinha como objetivo adquirir mais conhecimento sobre a experiência do cliente e oferecer insights para as varejistas, como:

  • No ano passado, 42% dos entrevistados usaram o modelo de compras online com retirada em loja;
  • 66% dos participantes realizaram pagamentos por Pix, e 63% afirmaram que pretendem continuar usando em 2022;
  • 52% fizeram pedidos por delivery;
  • 49% efetuaram algum tipo de pagamento por carteira digital.
Experiência ruim na compra online é determinante para a desistência dos clientes (Imagem: Snowing/Freepik)

Outro destaque do estudo foram as compras pelo WhatsApp: 74% acham o aplicativo fácil ou muito fácil de usar para conversar com as empresas. Além disso, 39% acreditam que o melhor horário para realizar uma compra online é na parte da noite ou madrugada, o que aponta a importância de manter operações que funcionam 24 horas por dia.

“Além disso, a expectativa de tempo de atendimento é de menos de um minuto por compra. Ou seja, se você demorar mais do que cinco minutos para responder é provável que ele já esteja conversando com o concorrente. Para garantir essas vendas, os varejistas podem contar com tecnologias de atendimento automatizado para ajudar com pedidos ou responder perguntas frequentes”, diz Ricco.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também