Facebook investe US$ 300 mil para aprimorar recursos de programação em Python

A Python Software Foundation (PSF), grupo responsável pela manutenção e desenvolvimento da linguagem de programação Python, recebeu US$ 300 mil (R$ 1,4 milhão, na conversão atual) da Meta, empresa controladora do Facebook e do Instagram, para melhorar as ferramentas e o suporte de sistemas internos internos da provedora do código.

No anúncio oficial sobre o investimento feito na terça-feira (22), a PSF afirma que o Python é importante para o Meta, pois vem sendo utilizado em muitas das pesquisas de aprendizado de máquina realizadas em estudos internos da controladora do Facebook. Assim, injetar verba para otimizar ferramentas e o suporte da linguagem, consequentemente, visa melhorar os sistemas das plataformas e redes sociais de Mark Zuckerberg.

Além disso, o Meta também desenvolveu internamente sua própria versão do Python, batizada de Cinder, que, a partir de aplicações dedicadas, permite que plataformas como o Instagram funcionem de forma estável no mundo inteiro, por exemplo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Investimento do Meta busca também auxiliar Python em programas internos da controladora. (Imagem: Reprodução/Christina Morillo/Pexels)

O investimento da Meta na PSF também visa auxiliar o grupo responsável pelo desenvolvimento do Python a ter fundos para fazer a segunda edição do programa Developer-In-Residence. Esta iniciativa ocorreu pela primeira vez em 2021, e tem como objetivo capacitar profissionais, para que possam se tornar parte do time de manutenção e otimização, auxiliando na solução de problemas e na criação de novas ferramentas para uso na linguagem.

Por fim, junto do investimento, a Meta também anunciou que estará compartilhando com a PSF melhorias desenvolvidas para Cinder, possibilitando assim que elas sejam aplicados em outras versões do Python.

Fonte: PFS

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu