Falha na rede Ethereum permitia criação infinita de novos tokens da criptomoeda

Problemas em blockchain e sistemas de diversas criptomoedas ocorrem com certa frequência, geralmente sendo os vetores iniciais de ataques, quando abusados, ou mesmo de problemas na relação de clientes e suas respectivas corretoras. Porém, nenhuma falha talvez seja tão grave quanto a produção infinita de um ativo digital, como recentemente um “hacker do bem” descobriu na rede Ethereum.

Segundo uma matéria no site Protos, a falha acontecia por um erro na solução de escalabilidade do ativo, o Optimism, responsável pelas taxas baixas cobradas em transações de pequenos valores na blockchain do ETH.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O responsável pela descoberta foi Jay Freeman, especialista popularmente conhecido na internet como Saurik, e que fez seu nome trabalhando no Cydia, famosa loja de aplicativos desenvolvida para iPhones desbloqueados — mas que nos últimos anos começou a caçar bugs em blockchains.

Essa decisão se mostrou acertada para o especialista, que após alertar os desenvolvedores do Ethereum, recebeu uma recompensa de US$ 2 milhões (R$ 10,3 milhões).

O impacto real do Ethereum infinito

Ter Ethereum infinito complicaria bastante o mercado da moeda. (Imagem: Reprodução/katemangostar/Freepik)

Detalhando a falha, Saurik explica que o problema não conseguiria criar Ethereum com válida na blockchain principal do ativo, mas sim moedas falsas sem valores que poderiam afetar a cotação de diversas corretoras e mercados de criptoativos, já que mesmo sem valor, eles entrariam no montante de dinheiro virtual dessas plataformas.

No fim, o problema se resolveu sem essa consequência caótica acontecer, mostrando que o mercado de criptomoedas, com a ajuda de entusiastas, pode evitar grandes desastres.

Ficou curioso sobre o bug? Uma descrição bem técnica sobre a falha está disponível no site oficial de Saurik.

Fonte: Protos

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu