Gasolina comum ou aditivada? Qual a melhor para o carro?

Você já viu com a gente que o preço do combustível, especialmente da gasolina, no Brasil está entre os 100 mais caros do mundo, lembra? Agora vamos explicar qual tipo de gasolina, comum ou aditivada, é melhor para o seu carro.

Antes de efetivamente apontar a comum ou a aditivada como a mais apropriada para abastecer o carro, no entanto, é interessante saber as principais diferenças entre os dois tipos de gasolina.

Gasolina comum

Vamos começar pela mais “comum”, com o perdão do trocadilho. A gasolina comum é a mais barata (se é que é possível dizer isso atualmente) entre os tipos existentes, e por uma razão bastante simples.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Ela é composta por 27% de etanol anidro e não tem qualquer aditivo de limpeza ou substância que ajude a proteger o motor. Isso significa que, com o passar do tempo, resíduos carboníferos podem ficar depositados sobre as válvulas de admissão do motor, comprometendo o rendimento e aumentando o consumo.

Gasolina comum e aditivada são diferentes, e é bom conhecer ambas (Imagem: Sippakorn Yamkasikorn/Unsplash)

Gasolina aditivada

A gasolina aditivada, por sua vez, também tem 27% de etanol anidro adicionados à sua mistura, mas, logo de saída, já tem um ponto que pende para ser considerada melhor para o carro do que a comum: a presença de aditivos e dispersantes químicos que ajudam na limpeza do motor.

Os elementos encontrados na gasolina aditivada e que não estão presentes na comum agem de uma maneira simples para ajudar a limpar os componentes do motor.

Independentemente da fórmula ou da bandeira do posto, elas desprendem a sujeira depositada nas válvulas de admissão do motor, protegem do acúmulo e ainda lubrificam o sistema, incluindo os bicos de injeção eletrônica.

Vale ressaltar, no entanto, que é mito o que muitos dizem a respeito de a gasolina aditivada aumentar a potência do motor do carro. Ela, na verdade, faz com que a performance e o rendimento sejam melhores, mas isso nada tem a ver com a potência do carro.

Gasolina aditivada é mais cara, mas melhor do que a comum (Imagem: Reprodução/Jornal VS)

Gasolina aditivada é melhor do que a comum?

Como já deu para notar no rápido comparativo entre a gasolina comum e a aditivada, é seguro dizer que sim, a gasolina aditivada é melhor para o carro do que o combustível comum.

A resposta foi justificada por um especialista do setor, em entrevista recente à Revista Carro. Gilberto Posen, que trabalha no setor de análises da Raízen, licenciada da Shell, deu uma aula sobre o tema.

“O abastecimento contínuo com combustíveis aditivados evita o acúmulo de partículas que prejudicam o desempenho do motor, o que reflete em um veículo com menos problemas a médio e longo prazo”, avisou, sem deixar espaço para discussão.

De acordo com Posen, a gasolina aditivada é ainda melhor do que a comum para as pessoas que não costumam sair frequentemente com o carro, ou seja, que costumam deixar o veículo muito tempo parado na garagem.

“Se o veículo ficar parado por um longo período, como durante o isolamento social, o mais indicado é abastecer com combustível aditivado”.

E as gasolinas premium?

Apenas para complementar, vale citar que há um terceiro tipo de gasolina disponível para os clientes, que é chamada de premium, e muda de nome de acordo com a bandeira. Ela também pode ser encontrada com os nomes DT Clean, Podium, etc.

Carros voltados para desempenho esportivo devem usar gasolina premium (Imagem: Erick MClean/Unspash)

A principal característica dela é que a octanagem é bem mais elevada do que a das outras duas (97, contra 92 da comum e da aditivada).

Ela, no entanto, é indicada para motores de carros importados e, principalmente, voltados para um desempenho esportivo, como Ferrari, Porsche, Audi RS ou Mercedes AMG.

E aí: chegou a uma conclusão para a próxima vez que for abastecer seu carro? Conta para gente nas redes sociais se vai de gasolina comum, aditivada ou premium.

Com informações: Revista Carro, AutoPapo

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu