Homem-Aranha | Como estão os atores do filme lançado em 2002?

Todo o entusiasmo com Homem-Aranha: Sem Volta para Casa e a confirmação de que personagens dos filmes anteriores do herói vão retornar fez muita gente abraçar a nostalgia na hora de lembrar da primeira adaptação do herói nos cinemas. Afinal, já se passaram quase 20 anos desde que vimos Peter Parker se embalando entre os arranha-céus de Nova York pela primeira vez.

E mais do que ser importante para Sem Volta para Casa por causa do retorno do Duende Verde, o primeiro Homem-Aranha é um dos filmes mais importantes do cinema de super-heróis pelo seu caráter histórico. O longa dirigido por Sam Raimi foi um dos pioneiros nessa retomada do gênero, adotando com orgulho toda a estética dos quadrinhos e pavimentando tudo o que a gente viu de adaptação nesses quase 20 anos.

Só que, diferentemente das HQs, o tempo é implacável e aquele elenco de jovens é composto hoje por marmanjos barbados e mulheres com carreiras muito bem consolidadas. Tanto que, comparar o antes e o agora é sempre um choque.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Só para você ter uma ideia, o Peter Parker da trilogia original já é mais velho do que a tia May do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês). Tudo bem que o primeiro Homem-Aranha sofria da síndrome de Malhação, com adultos interpretando adolescentes, mas ainda assim é assustador ver como o tempo passou.

Assim, para que você se sinta velho, veja como o elenco se encontra hoje e por onde eles andam.

Joe Manganiello (Flash Thompson)

Manganiello ainda espera viver seu personbagem de quadrinho decente (Imagem: Reprodução/Sony Pictures, Warner Bros)

Você pode não lembrar quem era o Flash Thompson no primeiro Homem-Aranha, mas com certeza sabe quem é Joe Manganiello. O ator é um velho conhecido dos nerds e um apaixonado por quadrinhos declarado — embora não tenha muita sorte nas adaptações em que embarca. Isso porque ele foi o escolhido para ser o Exterminador na DC pouco antes de a Warner decidir reformular todo o seu universo de super-heróis.

Ele até tentou atrelar sua imagem ao mundo nerd com participações em séries como The Big Bang Theory, Jay & Silent Bob e até mesmo participando de jogos inspirados em Dungeons & Dragons — que ele diz ser a sua verdadeira paixão —, mas a verdade é que a sua imagem está muito mais atrelada à de galã, como em Magic Mike e True Blood.

Rosemary Harris (Tia May)

Atriz Rosemary Harris segue atuando mesmo aos 94 anos de idade (Imagem: Reprodução/Sony Pictures, HBO)

Antes de ser a simpática tia May, a atriz Rosemary Harris já tinha vasta e premiada carreira. Ainda assim, ela aceitou o papel e viveu a frágil senhora mesmo com os seus 75 anos de idade na época. E, hoje, ela segue em atividade ainda aos 94 anos.

É claro que as suas participações em frente às câmeras já são bem mais pontuais. O mais recente foi na minissérie The Undoing, da HBO, na qual ela teve uma breve participação em um dos episódios. Além disso, ele também participou, em 2010, de um capítulo da série Law & Order: Special Victims Unit.

J.K. Simmons (J. J. Jameson)

O bigode mais famoso de Hollywood na atualidade é também a personificação de J. J. Jameson (Imagem: Reprodução/Sony Pictures)

Chega até ser injusto fazer um antes de depois de J. K. Simmons, porque o ator não apenas não mudou nada nesses 20 anos como ainda segue reprisando seu papel de J. J. Jameson no universo do Homem-Aranha. É aquele tipo de escalação tão perfeita que é até difícil desassociar o personagem de seu intérprete.

Ele e seu bigode se tornaram tão icônicos que Simmons foi escolhido para dublar o Omni-Man em Invencível, vivendo um personagem que é basicamente o Jameson com superpoderes. Além disso, ele também passeou pelos campos da DC, onde foi escolhido para ser o Comissário Gordon nas duas versões de Liga da Justiça. Ele deve retornar ao papel no vindouro filme da Batgirl.

Além disso, ele também está em Ghostbusters: Mais Além e A Guerra do Amanhã — apenas para citar produções de 2021, o que mostra o quanto a sua agenda anda cheia. E não há como esquecer o Oscar recebido por seu papel em Whiplash: Em Busca da Perfeição. Ironicamente, o prêmio veio quando ele estava sem o bigode.

Willem Dafoe (Norman Osborn)

Willem Dafoe segue em alta em Hollywood desde sua participação em Homem-Aranha e retorna em Sem Volta para Casa (Imagem: Reprodução/Reprodução/Sony Pictures, Riverstone Pictures)

Willem Dafoe já era um nome bastante reverenciado quando aceitou ser o Duende Verde em Homem-Aranha. Só que, de 2002 para cá, o ator cresceu em importância e segue com uma carreira bem sólida ao longo dessas duas décadas. Tanto que segue com praticamente um filme por ano, o que significa que a gente nunca deixou de ver esse rosto estranho desde que ele se despediu do papel de Norman Osborn.

Apenas para citar os papéis mais recentes, Dafoe foi a voz de Ryuk no famigerado live action de Death Note da Netflix, além de ter protagonizado os excelentes O Farol e No Portal da Eternidade, no qual vive o pintor Van Gogh. Isso sem falar do perturbador Anticristo.

James Franco (Harry Osborn)

De ator premiado a acusações de assédio sexual (Imagem: Reprodução/Sony Pictures, HBO)

Ele já é presença confirmada em Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, mas esse não é seu único contato com o universo de quadrinhos desde que deixou de vestir a armadura do Duende Verde. Na DC, ele é Vulko, um dos líderes de Atlantis, participando tanto de Aquaman quanto de A Liga da Justiça de Zack Snyder.

De todo o elenco original, James Franco é quem tem a carreira mais controversa. Ele cresceu muito como ator desde que foi o filho do Duende Verde e chegou a concorrer ao Oscar por 127 Horas, além de ter sido o protagonista do premiado Artista do Desastre e centro de um incidente diplomático envolvendo a Coreia do Norte por causa do filme A Entrevista, feito em parceria com Seth Rogen.

E são nesses trabalhos em conjunto com Rogen que ele vai para um lado bem mais solto e descontrolado. A dupla costuma fazer um tipo de comédia politicamente incorreta e quase sempre falando sobre drogas. É o caso de É o Fim, Segurando as Pontas e Festa da Salsicha.

A dupla só acabou em 2018 após Franco ser acusado de assédio sexual a alunas em uma escola de atuação — o que também serviu para colocar o ator na geladeira de Hollywood. Seu último trabalho de peso foi com The Deuce, da HBO.

Kirsten Dunst (Mary Jane)

Kirsten Dunst não mudou praticamente nada desde que deixou de pintar o cabelo de ruivo (Imagem: Reprodução/Sony Pictures, Netflix)

Se Peter Parker ficou menos em evidência nessas últimas duas décadas, a Mary Jane mostrou sua vocação para o estrelato. A atriz Kirsten Dunst já tinha uma carreira proeminente antes de Homem-Aranha, mas o destaque da trilogia a manteve em evidência e, desde então, nunca saiu dos holofotes, indo de filmes como Quatro Amigas e um Casamento e Estrelas Além do Tempo até produções mais ousadas como Melancolia.

A produção mais recente de Dunst, Ataque dos Cães, estreou na Netflix e coloca a atriz ao lado de ninguém menos do que o próprio Doutor Estranho, Benedict Cumberbatch.

Tobey Maguire (Peter Parker)

As entradas e a barba não escondem que a idade chegou para Peter Parker (Imagem: Reprodução/Sony Pictures, Dreamworks)

Quando Tobey Maguire vestiu o uniforme do Homem-Aranha pela primeira vez, ele já não era tão jovem quanto o seu Peter Parker. Ainda assim, aos 27 anos, ele tinha aquela cara de garotinho que encaixou muito bem na caracterização do nerd clássico que o filme apresentava. E se a sua presença em Sem Volta para Casa se confirmar, devemos ver uma versão do personagem bem diferente.

Isso porque, duas décadas depois, esse rosto de criança já foi embora faz tempo. As entradas na cabeleira e a barba deram uma envelhecida no visual do ator, que usou isso a seu favor em seus papéis mais recentes, como em O Grande Gatsby e em Entre Irmãos.

Nos últimos anos, porém, Maguire tem andado longe das telonas. Seu último grande filme foi O Dono do Jogo, de 2014. Depois disso, ele apenas atuou como dublador em O Poderoso Chefinho. O seu retorno está previsto para o filme Babylon e para a série Extrapolations, ambos previstos para 2022.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu