iPhone SE 2022 tem produção reduzida por baixa demanda

Algumas semanas depois do lançamento do iPhone SE 2022, novas informações vindas do portal Nikkel Asia apontam que o modelo terá sua produção reduzida pela Apple. Estima-se que o corte fique entre duas e três milhões de unidade neste trimestre, por conta da demanda abaixo do esperado.

iPhone SE 2022 tem vendas abaixo do esperado (Imagem: Divulgação/Apple)

A decisão teria sido tomada por uma série de motivos, que incluem a guerra entre Rússia e Ucrânia — o conflito pode ter afetado a atitude do consumidor europeu, que viu os preços de diversos itens mais básicos aumentarem, levando a uma diminuição do interesse pelos dispositivos eletrônicos. Além disso, a conjuntura também causou a paralisação das exportações dos produtos da Apple para a Rússia, o que também pode explicar a procura abaixo do esperado.

Em conformidade com a notícia, o conhecido analista Ming-Chi Kuo explicou que a sua estimativa de aparelhos montados foi reduzida para 15 a 20 milhões de unidades, contra a previsão inicial de 25 a 30 milhões. Além disso, ele afirmou que os recentes lockdowns na cidade de Shanghai não são considerados relevantes para o panorama:

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Outros dispositivos com produção reduzida

Fones de ouvido da Apple também terão produção reduzida, mas modelos específicos não foram apontados (Imagem: Divulgação/Apple)

Além do iPhone SE 2022, outros produtos da Apple terão reduções em suas linhas de montagem. Fontes internas afirmaram que os AirPods terão sua produção cortada em aproximadamente 10 milhões de unidades — para efeito de comparação, relatórios da Counterpoint Research mostram que cerca de 76,8 milhões de fones foram vendidos ao longo do ano passado. Porém, os analistas não especificaram quais modelos de AirPods em específico terão as suas montagens afetadas.

Os celulares da linha iPhone 13 também terão a sua produção reduzida ao longo dos próximos meses, mas o movimento já era esperado pela Apple. A sazonalidade da demanda dos dispositivos faz com que eles tenham uma procura bastante alta nos últimos meses do ano, para então ser diminuída aos poucos até o mês de setembro, quando uma nova geração é lançada e o ciclo recomeça.

Fonte: Nikkei Asia

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu