La Casa de Papel | O legado de uma das séries mais adoradas da Netflix

Quase que o mundo não conheceu La Casa de Papel. A série espanhola estreou a sua primeira temporada em um canal de TV da Espanha em 2017 como uma trama de 15 episódios divididas em duas partes. Ao contrário do que esperavam, a audiência da atração não parava de cair e tudo parecia perdido.

Até que, certo dia, Álex Pina, criador da série, e Jesús Colmenar, produtor executivo, receberam a notícia de que a Netflix queria comprar os direitos da atração e torná-la global. Mais de quatro anos depois, La Casa de Papel acabou de exibir seus últimos episódios e se consagrou como uma das séries mais queridas e populares da plataforma de streaming e do mundo.

La Casa de Papel poderia continuar desconhecida sem a Netflix (Imagem: Divulgação/Netflix)

Os últimos episódios da série foram emocionantes, deixando um ponto final na história do segundo roubo do grupo de ladrões, buscando não só o dinheiro, mas também atingindo o sistema político e econômico da Espanha. Mas para chegar neste final, muitos sacrifícios precisaram ser feitos e, infelizmente, algumas pessoas acabaram ficando para trás e perdendo suas vidas.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

La Casa de Papel, então, se despediu não só encerrando uma história, mas deixando um legado na história das séries. Entenda o por quê.

Língua espanhola

Não é de hoje que as séries que mais fazem sucesso no mundo são as de língua inglesa, principalmente as criadas nos Estados Unidos. Mas La Casa de Papel se tornou tão grande dentro da plataforma de streaming que se transformou na produção de idioma não-inglês mais assistida pelos assinantes. A conquista aconteceu em 2018, e a série só perdeu esse posto recentemente para Round 6, da Coreia do Sul.

Atualmente, La Casa de Papel é a segunda série de língua não inglesa mais assistida da Netflix (Imagem: Divulgação/Netflix)

Prêmios

La Casa de Papel também foi um sucesso nas premiações. A série venceu e foi indicada em eventos como o Premios Iris, Spanish Actors Union, Emmy Internacional, quando ganhou como Melhor Série de Drama em 2018, além dos Premios Fénix, Festival de Luchon, entre muito outros.

Frases e memes

La Casa de Papel não virou discussão na internet somente pela história e seus acontecimentos, mas também por ser uma fábrica de memes. Nos Carnavais e festas de Halloween, muitas pessoas se fantasiavam com as famosas máscaras de Salvador Dalí e os macacões vermelhos, como se fossem os ladrões da série.

Junto aos memes, algumas frases épicas de La Casa de Papel conquistaram seus espaços entre os fãs, como “que comece o matriarcado”, dito pela saudosa personagem Nairóbi, interpretada por Alba Flores. Além disso, a música Bella Ciao, cantada pelos participantes em determinado momento da série, ganhou o gosto popular e, no Brasil, ganhou uma versão em funk.

Parece que os produtores da série entenderam a popularidade do seriado no Brasil, inclusive acrescentando em uma das cenas da última temporada uma versão de Bella Ciao em samba, que também é performada pelos ladrões.

Anti-heróis

A série não seria tão bem-sucedida se os seus personagens não fossem tão interessantes e peculiares. O grupo de ladrões, que foi aumentando com o passar das temporadas, nos fez torcer para que os crimes dessem certo porque conhecemos suas histórias, seus passados, bagagens e motivações que, claro, foram influenciadas pelo grande gênio Professor (Álvaro Morte).

O personagem de Morte foi o grande líder da equipe e, junto ao seu irmão, Berlim (Pedro Alonso), criou os planos para os assaltos à Casa da Moeda e Banco Central da Espanha, todos eles com várias possibilidades para o que pudesse dar errado. E como muitos detalhes dos planos falharam, ficamos cada vez mais envolvidos em toda a ação que a trama trouxe para a tela da Netflix.

Séries derivadas

A empolgação trazida por La Casa de Papel foi tão marcante que a história irá continuar. Na verdade, ganhará outra versão, desta vez feita na Coreia do Sul e contando com um ator de Round 6 no elenco. Além do reboot asiático, um dos personagens essenciais para os crimes estará de volta: Berlim. Pedro Alonso volta à tela da Netflix em 2023 para contar a sua história de vida, se tornando o protagonista depois de ter sido um grande coadjuvante.

Todas as cinco temporadas de La Casa de Papel podem ser maratonas na Netflix.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu