Monetização nos games? Editoras, ouçam o Sid Meier!

Microtransações, expansões, loot boxes, DLCs, itens cosméticos, NFTs… As editoras e desenvolvedoras de games sempre buscaram as mais variadas maneiras de aumentar o faturamento com suas criações, mas não pense que a monetização incomoda apenas nós, jogadores. Para Sid Meier, as empresas deveriam se preocupar mais em entregar uma boa jogabilidade do que em monetizar seus jogos.

Um dos game designers mais aclamados de todos os tempos, Meier nasceu no Canadá em 1954 e embora seja mais conhecido como o criador da série Civilization, ele iniciou sua carreira desenvolvendo simuladores de voo, até passar para os jogos de estratégia. Foi daí que nasceram diversos outros títulos que conquistaram vários admiradores, como Sid Meier’s Pirates!, Sid Meier’s Railroad Tycoon ou Sid Meier’s Alpha Centauri.

Eu sempre digo que quando alguém com uma bagagem como essa dá sua opinião sobre os rumos da indústria, devemos prestar atenção e como a monetização de jogos é algo que nos atinge diretamente, comentários sobre essa política são ainda mais importantes.

Ao conceder uma entrevista ao site da BBC, Meier não teve medo de criticar a maneira como muitos jogos têm sido feitos atualmente. Ele disse:

O verdadeiro desafio e a verdadeira oportunidade é manter o foco na jogabilidade. Isso é o que é único, especial e atraente sobre os jogos como uma forma de entretenimento. Quando esquecemos isso e decidimos que é a monetização ou outras coisas que não seja o foco na jogabilidade, quando começamos a esquecer de criar grandes jogos e começamos a pensar sobre jogos como um veículo ou uma oportunidade para algo mais, é quando nos desviamos um pouco do caminho.

As pessoas podem presumir que um jogo será divertido e o que ele precisa para o sucesso são mais cenas não interativas ou monetização, ou qualquer outra coisa — mas se o seu núcleo não estiver lá, com uma boa jogabilidade, ele não funcionará.

De certa forma, a jogabilidade é algo barato… A parte do game design é crítico e crucial, mas não exige um elenco de milhares como alguns dos outros aspectos precisam. Então, talvez seja fácil ignorar o quão importante é o investimento no game design e na jogabilidade.

Para Sid Meier, o risco que a indústria de games está correndo é de o crescimento que temos visto nos últimos anos parar de acontecer. Para ele, atualmente as pessoas possuem muitas outras maneiras para passar o tempo e “uma vez que uma mudança começa a acontecer, todo mundo correr para aquele lado do navio.

O game designer então defendeu que os jogos eletrônicos precisam continuar tendo um alto nível de qualidade e serem divertidos de jogar. Segundo Meier, hoje a mídia pode estar numa boa posição, mas as pessoas envolvidas na criação de jogos precisam perceber o quão importante é a jogabilidade e como é ela que mantêm os jogadores “felizes, envolvidos e se divertindo.

Quem gosta de videogames e consume a mídia com frequência poderá dizer que a opinião de Sid Meier é um tanto óbvia, que há muito tempo julga que as empresas deixaram de inovar e que não se faz mais jogos como antigamente. Porém, é sempre bom ver tais palavras serem ditas por alguém que está há tanto tempo trabalhando na área e que chegou a um estágio da sua carreira que lhe permite tecer críticas àqueles controlam o dinheiro.

Eu não tenho dúvida de que não será devido à entrevista de Meier que a indústria mudará, com as grandes editoras continuando sedentas por tirar até a última gota dos jogos que publicam e para ser sincero, penso que estão no direito delas de monetizar suas obras como bem entenderem.

O que precisa mudar é o comportamento nosso, como consumidores e digo isso como alguém que passa longe de servir como exemplo neste quesito. Embora eu raramente gaste dinheiro com DLCs e fuja das microtransações, estou sempre ansioso pelo próximo lançamento e vez ou outra acabo adquirindo algum jogo antes mesmo dele ter chegado às lojas — o que obviamente já me causou algumas frustrações.

Quanto a monetização, nos últimos anos até vimos algumas mudanças nas estratégias das empresas, tudo devido às reclamações por parte dos jogadores. Porém, as ideias mirabolantes para tirar o nosso dinheiro estão sempre surgindo e se hoje as loot boxe estão em baixa, o momento é de algumas companhias tentarem juntar alguns trocados vendendo NFTs. Talvez essa moda também passe em breve, mas a pergunta que fica é: de qual forma será o próximo pires que as editoras passarão para os seus consumidores?

Fonte feed: tecnoblog.net

Veja também

Menu