O que colocar no título do Linkedin?

O perfil do LinkedIn serve como uma vitrine para que você mostre sua experiência profissional para as pessoas na rede social. Mas às vezes pode rolar dúvidas sobre o que colocar no título do LinkedIn e para quê exatamente serve esse recurso.

Pensando em ajudar a tornar seu “currículo” na plataforma mais atrativo, o Canaltech explica o que é o título do LinkedIn. Também listamos dicas sobre o que colocar no título do LinkedIn e o que evitar destacar na função.

O que é e para que serve o título do LinkedIn

O título do LinkedIn é o resumo que vem logo abaixo do seu nome no perfil da rede social. Trata-se de uma breve descrição sobre você, podendo variar de acordo com a sua colocação atual no mercado de trabalho ou área de atuação da sua carreira profissional.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Por esta razão, o título do LinkedIn serve como uma das primeiras formas que os demais usuários saberão quem é você, o que você faz ou como você se define profissionalmente. Daí a importância desse mini-resumo apresentando um pouco das suas especialidades.

Título do LinkedIn fica abaixo do nome e da foto de perfil na rede social (Captura de tela: Caio Carvalho)

O que colocar no título do LinkedIn? Conheça 4 dicas

O LinkedIn é uma rede social mais objetiva. Portanto, o ideal é resumir bem quais são suas metas profissionais e como você se define no mercado de trabalho. Isso também vale para o título do LinkedIn, que deve ser o mais simples possível.

A seguir, conheça algumas sugestões para colocar no título do LinkedIn. Escolha apenas uma, no máximo duas opções, para manter a relevância do seu perfil.

1. Cargo atual

A grande maioria dos usuários do LinkedIn destaca em seus respectivos perfis o cargo na empresa em que trabalham atualmente. Para complementar, você pode usar o cargo seguido pelo nome da companhia. Mesmo que você esteja à procura de um novo emprego, destacar o local de trabalho atual é uma boa dica para deixar o perfil em evidência.

2. Área de atuação

Além do cargo atual, você pode colocar no título do LinkedIn sua área de atuação ou o nome da profissão atrelada à ela. Por exemplo: se você se formou em jornalismo, pode inserir “Jornalista” como primeira palavra, e na sequência o cargo atual (caso esteja trabalhando no momento). Priorize a área que você tem interesse agora, e não em coisas que você não trabalha mais.

3. Palavras-chave

As palavras-chave no LinkedIn funcionam como as hashtags de outras plataformas sociais, podendo ajudar que recrutadores e outros usuários encontrem você mais facilmente. Dê preferência por termos mais amplos e comuns (“marketing”, “redes sociais”, “redação”, “publicidade” etc), pois isso poderá ser incluído no algoritmo de buscas do LinkedIn.

4. Um momento importante na sua carreira

Por fim, uma possibilidade mais informal para colocar no título do LinkedIn é destacar algum momento importante que tenha acontecido durante sua trajetória no mercado de trabalho. Não precisam ser várias coisas, então você pode selecionar uma experiência notável que foi divisora na sua carreira profissional.

Dicas sobre o que colocar no título do LinkedIn: mini-resumo deve ir direto ao ponto (Imagem: Souvik Banerjee/Unsplash)

O que não colocar no título do LinkedIn

Da mesma forma que você precisa ser objetivo no LinkedIn, também é fundamental evitar erros que podem comprometer o alcance e relevância no perfil da rede social. Conheça alguns cuidados sobre o que não colocar no título do LinkedIn.

1. Um título muito longo

O título do LinkedIn permite a inclusão de até 120 caracteres, e usar todos eles pode deixar o perfil um tanto poluído para quem acessa, principalmente no LinkedIn para celular. Dá para utilizar esses 120 caracteres? Com certeza. Porém, só atinja esse limite se as informações forem realmente necessárias. Caso contrário, sempre opte pelo simples. Menos é mais.

2. Abreviações desconhecidas

Outro erro comum que persiste em muitos perfis do LinkedIn é o uso de inúmeras abreviações que a maioria das pessoas desconhece. Dê preferência para palavras de conhecimento geral e, se rolar alguma dúvida, você pode fazer uma pesquisa no próprio LinkedIn pelos termos que deseja colocar no título. Assim, você terá uma ideia se outras pessoas usam essas abreviações.

3. Palavras-chave em excesso

As palavras-chave no título são excelentes para que outras pessoas encontrem seu perfil no LinkedIn. Ao mesmo tempo, o excesso dessas keywords pode tornar seu currículo na rede social bem confuso. Evite usar várias palavras-chave em sequência. Se possível, use uma ou duas no máximo, dando espaço para outros itens de maior importância no título.

4. Adjetivos

Não tem problema destacar suas qualidades profissionais, desde que você não as confunda com adjetivos. Evite escrever coisas como “profissional premiado em tal área”, “melhor empresa eleita por fulano de tal”, e outros exemplos que são dispensáveis para quem acessa seu perfil.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu