Pasta térmica no processador | Mitos, verdades e cuidados importantes

Um dos itens mais importantes em um computador é a pasta térmica, que tem como sua função manter a temperatura do processador mais baixa. Ela serve como um condutor de calor e auxilia a dissipar a alta temperatura do chip ao cooler.

Trata-se de um cuidado para prolongar a vida útil do componente, visando garantir o perfeito funcionamento dele por mais tempo. Infelizmente muita gente acaba ignorando a pasta térmica, e a ideia aqui é comentar algumas verdades, mitos e também citar cuidados importantes sobre esse assunto.

Quanto mais, melhor?

Muita gente acredita que colocar mais pasta térmica vai ajudar de alguma forma. Esse é um erro grande, e pode acabar, na verdade, trazendo problemas a outros componentes próximos. O ideal é colocar uma quantia mediana, geralmente do tamanho de um grão de ervilha, para que faça uma ligação sem imperfeições entre a base do cooler e o processador, na maior superfície de contato possível entre eles.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Pasta térmica é um componente importante na montagem de um computador (Imagem: Creative Commons/stoic)

Importante ressaltar que o contrário também é válido. Colocar pouca pasta térmica não ajudará a dissipar o calor da forma correta, podendo existir imperfeições que atrapalhem no processo. Novamente, uma boa quantidade é o tamanho de um grão de ervilha, posicionada na parte central.

Pasta de dente funciona?

Embora existam muitos relatos na Internet de que utilizar pasta de dente como pasta térmica funcione, isso não é o ideal, visto que ela não foi feita para essa finalidade. Pode ser que em sua composição exista algo que seja corrosivo, que pode deteriorar o componente.

Essa é uma economia que é pequena, pois pastas térmicas podem variar de 10 a 100 reais, e foram feitas justamente visando dissipar o calor do seu processador da melhor forma possível, sem oferecer riscos ao conjunto. Ou seja, ela é essencial para garantir que o processador funcione bem e não se danifique por excesso de aquecimento.

Trocar a pasta térmica é importante?

A pasta serve para ajudar na dissipação térmica do seu processador (Imagem: Creative Commons/hafizan89)

Sim, e muito. Apesar de alguns dizerem que se for usada uma pasta de qualidade e bem aplicada, talvez não seja preciso fazer essa troca. Muitos consideram esse procedimento preventivo, que visa garantir que não vá ter problemas no futuro, já que o material pode se desgastar com o tempo e perder sua capacidade condutiva.

Existem pastas diferentes?

Atualmente dá para se encontrar alguns tipos diferentes de pasta térmicas. Opções mais simples, com base de silicone, são mais baratas e tendem a durar menos tempo. Em média, 3 anos. A de base metálica é uma opção intermediária, com tempo médio de 5 anos. Por outro lado, as opções premium, mais caras, podem chegar a durar de 8 a 10 anos.

E, claro, esse é um tempo médio, a depender do uso do computador. Dispositivos gamer são geralmente levados ao seu extremo, e portanto podem acabar precisando dessa manutenção antes. Outras coisas também devem ser levadas em consideração, como a fabricante, composto, ou mesmo o ambiente e a limpeza periódica do computador.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também