Pessoas com depressão tendem a cair mais em fake news sobre covid

Pessoas com depressão tendem a cair mais em fake news sobre covid-19. Pelo menos, é isso o que afirma um estudo do Massachusetts General Hospital, publicado no JAMA Network Open na última sexta (21). Para chegar a essa conclusão, a equipe entrevistou 15.464 pessoas, em busca de sintomas depressivos e opiniões sobre vacinas.

Segundo o artigo, a depressão pode contribuir com um viés de negatividade, ou seja, uma espécie de tendência a se concentrar em informações negativas. “A depressão pode fazer com que as pessoas vejam o mundo como um lugar particularmente obscuro e perigoso. Pensamos se essas pessoas também podem ser mais suscetíveis a acreditar que as vacinas são perigosas, mesmo que não sejam”, explica o pesquisador Roy Perlis.

A pesquisa aponta que os participantes com sintomas depressivos mais intensos eram mais propensos a endossar declarações falsas sobre as vacinas contra covid-19. Com isso, a depressão foi associada a uma probabilidade 2,2 vezes maior de cair em fake news. Os entrevistados que endossaram pelo menos uma declaração falsa apresentada no estudo tiveram 50% menos probabilidade de serem vacinados e 2,7 vezes mais chances de relatar resistência à vacina.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Pessoas com depressão tendem a cair mais em fake news sobre covid-19, segundo estudo (Imagem: twenty20photos/envato)

Dois meses depois do estudo, o grupo de cientistas entrevistou de novo uma pequena parcela (2.809) dos participantes. A conclusão tirada foi que aqueles com depressão na primeira pesquisa eram duas vezes mais propensos a endossar mais desinformação.

“Embora não possamos concluir que a depressão causou essa suscetibilidade, olhar para uma segunda onda de dados permitiu entender que a depressão veio antes da desinformação. Ou seja, não era a desinformação que estava deixando as pessoas mais deprimidas”, concluiu o pesquisador.

Fonte: JAMA Network Open via Massachusetts General Hospital

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu