Pfizer pretende pedir autorização para vacinar crianças menores de 5 nos EUA

A Pfizer pretende pedir autorização ainda nesta terça-feira (1) para vacinar crianças menores de 5 anos contra a covid-19. A ideia é que a Food and Drug Administration (FDA), agência de saúde dos EUA, forneça a autorização de uso emergencial para a farmacêutica — que já vem produzindo imunizantes para a vacinação do público a partir dos 5.

Se tudo der certo, as vacinas contra a covid-19 destinadas a crianças menores de 5 anos podem ficar disponíveis já no final de fevereiro. De acordo com o The Washington Post, foi a própria FDA que pediu às empresas interessadas que enviassem o pedido para que os reguladores pudessem começar a revisar os dados.

No entanto, essa autorização contempla uma vacinação de apenas duas doses. “Sabemos que não é suficiente e entendemos isso, mas a ideia é seguir em frente e começar a revisão dos dados sobre a vacinação de duas doses. Assim poderemos iniciar a vacinação das crianças meses antes do que aconteceria se se esperássemos até que os dados da terceira dose chegassem”, anunciou uma fonte anônima do jornal norte-americano.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Pfizer pretende pedir autorização para vacinar crianças menores de 5 nos EUA (Imagem: Rawpixel)

Os consultores externos da FDA devem se reunir sobre a aplicação de duas doses em meados de fevereiro, com participação de especialistas externos do CDC e membros do Comitê Consultivo sobre Práticas de Imunização.

Em dezembro, a Pfizer chegou a anunciar que duas doses do imunizante não geravam nas crianças de 2 a 4 anos uma resposta imune “suficiente”, em comparação com o público adulto. A ideia, então, é adicionar uma terceira dose aos testes para ver se melhora a resposta imune. No entanto, o público de 6 meses aos 2 anos teve uma proteção satisfatória contra a doença.

Fonte: The Washington Post, Pfizer

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também