PMEs crescem 20% no e-commerce, e PIX representa 14,5% dos pagamentos

Um levantamento da plataforma de e-commerce Nuvemshop aponta crescimento de 20% no faturamento das pequenas e médias empresas (PMEs) em janeiro deste ano em relação ao mesmo mês de 2021. No primeiro mês de 2022, essas companhias faturaram R$ 177,7 milhões.

O número de pedidos online foi de 762 mil, um aumento de 13,6% em relação a janeiro de 2021 (670,7 mil compras). O segmento líder de vendas é o de moda, que movimentou R$ 63,7 milhões. Em seguida, vêm acessórios (R$ 16,2 milhões) e saúde & beleza (R$ 11,5 milhões).

O total de produtos vendidos chegou a 3,4 milhões, 13% mais que em janeiro de 2021. “O e-commerce ganha cada vez mais força”, diz Luiz Natal, gerente de e-commerce e desenvolvimento de plataforma da Nuvemshop. “Muitas empresas já investem nele há alguns anos e a tendência é que 2022 tenha números excelentes para o comércio online, especialmente nas PMEs.”

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Entre as formas de pagamento, o destaque é o sistema de pagamento instantâneo (Pix). Com 14,5% de preferênca, a ferramenta já ultrapassou o boleto (5%). O Pix fica atrás apenas dos pagamentos personalizados (17,2%), negociados diretamente entre o empreendedor e o cliente (depósito bancário, dinheiro e outros), e do cartão de crédito (54,8%).

Quantidade de pedidos no e-commerce das PMEs aumentou mais de 13% (Imagem: Reprodução/Pexels/Nataliya Vaitkevich)

O uso do cartão de crédito apresentou queda de quase 4% em relação ao mesmo período de 2021. Ele continua como líder dos pagamentos online, mas a popularidade do Pix tem aumentado a escolha desse método.

Faturamento do e-commerce

São Paulo e Minas Gerais lideram o faturamento nacional, com R$ 88,7 milhões e R$ 18,3 milhões, respectivamente. O Rio de Janeiro ocupa o terceiro lugar, com R$ 12,7 milhões, e está em ascensão: em relação ao mesmo período de 2021, o aumento foi de 44%, o maior percentual de crescimento entre os principais Estados da estatística.

Os tipos de produtos mais vendidos no primeiro mês do ano foram máscaras para proteção contra covid-19 (19,4%), óculos (17%), materiais para produção de chocolate para a Páscoa (7,8%) e maquiagem (3,4%). O tíquete médio cresceu 6,2% em relação a 2021.

As compras pelo celular representaram 75,4% dos pedidos em e-commerces de PMEs, enquanto em 2021 eram 67%. A logística está mais diversificada: aplicativos de envio são os preferidos para atender às expectativas de frete e prazos dos consumidores. Houve queda, portanto, de pedidos enviados pelos Correios: enquanto em janeiro de 2020 quase metade dos pedidos usaram os Correios, em janeiro de 2022 eles representaram apenas 28,8%.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também