Retrospectiva: os 10 casos médicos mais bizarros de 2021

O corpo humano é verdadeiramente complexo, e quando os especialistas acham que já viram de tudo, um caso pra lá de excêntrico surge para surpreender e transformar conceitos. Em 2021, não faltaram casos médicos bizarros. Vale relembrar os dez mais estranhos:

10. Homem com dois corações

Para começar a lista, há o caso do professor universitário Lincoln Paiva, de 55 anos, que teve um infarto em fevereiro do ano passado e desenvolveu insuficiência cardíaca congestiva grave e passou por um transplante inusitado que o levou a viver com dois corações durante algumas semanas.

Com o coração transplantado, o organismo de Lincoln pôde reverter a pressão alta pulmonar, enquanto recebeu suporte do primeiro coração, de forma que os dois órgãos trabalhassem em conjunto, garantindo sua recuperação. A cirurgia inédita deu certo: o paciente conseguiu se recuperar e, feito isso, os médicos retiraram o primeiro coração, deixando-o apenas com o novo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

9. Flor exótica e apagão alucinógeno

A cantora e compositora Raffaela Weyman sofreu árduas consequências depois de inalar uma flor exótica chamada Trombeta de Anjo (Brugmansia suaveolens), que é repleta de substâncias alucinógenas. “Quando cheguei em casa e adormeci, experimentei paralisia do sono pela primeira vez na minha vida”, contou nas redes sociais.

A quantidade inalada não foi suficiente para uma complicação mais grave, mas os especialistas alertam que a flor pode causar estados confusionais e psicóticos.

8. Airpods no estômago

No começo do ano, um homem de Massachusetts (EUA) foi dormir ouvindo música em um AirPod, mas acabou engolindo o fone durante o sono. O gadget acabou preso em seu esôfago, causando incômodo e dificuldade para respirar, e o norte-americano precisou passar por uma endoscopia de emergência.

Meses depois do ocorrido, uma usuária do TikTok chamada Carli B engoliu um Airpod achando que era remédio. O mais bizarro de tudo é que mesmo em seu estômago, o fone ainda continuou funcionando — e capturando áudio. Na rede social, Carli compartilhou a gravação que o Airpod fez de dentro do órgão:

@iamcarliiib Reply to @k4yb3e here’s the VOICE MEMO sent to @jelb0_ ♬ original sound – Carli B

7. Brinquedo preso no nariz há 37 anos

Imagina fazer um teste de covid-19 e descobrir que tem um brinquedo no seu nariz há mais de 30 anos? Foi o que aconteceu com a australiana Mary McCarthy. Depois de fazer o exame que insere o swab na cavidade nasal, ela sentiu muita dor e precisou ir para o hospital.

Os médicos encontraram um brinquedo no nariz da paciente: uma pequena peça de um jogo chamado Tiddlywink. Mary teve um acidente com esse jogo aos 8 anos de idade, e hoje tem 45. Os médicos precisaram retirar o objeto cirurgicamente, mas a operação deu certo e a australiana passa bem.

6. Transplante fecal

Em julho, um homem de 80 anos teve uma inflamação no intestino chamada clostridiose, causada por bactérias do gênero Clostridium, e depois infecção pelo SARS-CoV-2. Os médicos encontraram um jeito excêntrico de tratá-lo: com transplante fecal. Na prática, uma pessoa doou as fezes, que foram analisadas, processadas e embaladas em uma pílula, ingerida então pelo paciente.

Além do transplante fecal, o paciente foi tratado com plasma convalescente e com remdesivir. O tratamento teve êxito, e os sintomas de covid-19 desapareceram rapidamente.

5. Bala de canhão no ânus

Um paciente britânico não-identificado transformou a rotina do Hospital Real de Gloucestershire ao aparecer com um projétil de canhão introduzido no ânus. A situação em si já é bizarra, mas só piora: a equipe médica precisou acionar o esquadrão antibomba. Segundo o paciente, ele colecionava projéteis antigos e acabou escorregando e caindo em um deles. O britânico poderia ter morrido se a bala tivesse perfurado seu intestino, mas isso não aconteceu, e ele teve alta do hospital.

4. Cabo usb na uretra

Mais uma da série “coisas introduzidas onde não deveriam”: um adolescente de 15 anos foi parar no hospital depois de inserir um cabo USB em sua própria uretra. Os médicos precisaram fazer um raio-X, para identificar a posição do cabo e então removê-lo cirurgicamente. Após a incisão, o cabo foi cortado, então bastou puxar as duas pontas para removê-lo. Depois que a operação foi realizada com sucesso, a equipe suturou a uretra e o pênis do jovem.

3. Bebê com rabo

Um bebê prematuro de Fortaleza (CE) entrou para a História ao nascer com uma cauda de 12 centímetros de comprimento e quatro de diâmetro, além de um material esférico na sua extremidade. Os médicos conseguiram remover o rabo de forma segura através de uma cirurgia de baixa complexibilidade.

Os especialistas descrevem o ocorrido como uma alteração na regressão da cauda embrionária: o embrião possui essa cauda no começo de sua existência, mas ao se desenvolver, a cauda se retrai. Nesse caso, isso não aconteceu.

Cauda do bebê prematuro, removida cirurgicamente (Imagem: Reprodução/Journal of Pediatric Surgery Case Reports)

2. Homem que urina e ejacula pelo ânus

A revista científica Cureus Journal of Medical Science relatou o caso de um homem de 33 anos que passou dois anos de sua vida ejaculando e urinando pelo ânus. O quadro começou com uma intensa dor nos testículos, e os médicos precisaram fazer uma tomografia computadorizada para entender o que estava acontecendo: um caso crônico de fístula retouretral, uma condição extremamente rara em que se forma uma nova conexão anatômica entre a uretra e o reto. Ao final do tratamento, o paciente teve uma recuperação quase perfeita.

1. Bebê de três pênis

Para fechar a lista, o caso médico mais bizarro de 2021: o nascimento do primeiro bebê de três pênis da história. O caso foi em Duhok, no Iraque, e o bebê foi levado ao hospital aos três meses de idade, depois que os pais notaram inchaço no saco escrotal e protuberâncias que se assemelhavam a pequenos pênis.

Os especialistas notaram uma retenção de líquido ao redor do testículo (hidrocele) e dois pênis extras: um se estendia da raiz do pênis original e tinha uma glande, enquanto o outro se projetava abaixo do saco escrotal. Os dois pênis extra foram removidos cirurgicamente, e o bebê não apresentou efeitos adversos.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também