Review JAC T60 Plus Turbo | “Gêmeo” do E-JS4 é um chinês imponente

A JAC Motors tem seu foco voltado para um futuro 100% elétrico, mas nem por isso abandonou bons modelos a combustão. Um exemplo é o T60 Plus Turbo, SUV médio que é uma espécie de “irmão gêmeo” do E-JS4, modelo 100% elétrico da montadora chinesa.

A reportagem do Canaltech passou 7 dias com o T60 Plus Turbo na garagem, e vivenciou bons momentos ao volante do imponente SUV a combustão da JAC, que na China é vendido com o nome de Refine S4.

JAC T60 Plus Turbo tem muito mais pontos pró do que contra (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

O carro é disponibilizado em duas versões, que se diferenciam apenas pelo pacote de acessórios (PACK 2 ou PACK 3), com influência direta no preço final, como falaremos mais adiante.

A versão gentilmente cedida pela montadora à reportagem foi a mais completa, e é sobre a experiência de ser “dono” de um SUV de luxo da JAC que discorreremos a partir de agora.

Prós

  • Espaço interno
  • Pacote tecnológico
  • Design
  • Conforto
  • Desempenho

Contras

  • Isolamento acústico
  • Calibragem da suspensão traseira
  • Ar-condicionado

Conectividade e segurança

Central de 10,25 polegadas do JAC T60 Plus Turbo tem espelhamento com celular via cabo (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

O JAC T60 Plus Turbo é, sem dúvidas, um SUV conectado. O pacote de acessórios, incluindo os itens tecnológicos, pode variar de acordo com a escolha do cliente, e a diferença pode chegar a até R$ 4 mil entre eles.

O PACK 2, mais básico, sai de fábrica sem o charmoso cluster de LED 100% Digital Active Info Display e sem alguns itens relacionados ao conforto, que abordaremos logo mais. Esse cluster, aliás, tem um recurso bastante interessante, que é ativado quando o seletor do câmbio é alterado para o modo “Sport”.

Cluster muda de acordo com o modo de condução: normal ou sport (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

O visual digital do conta-giros muda radicalmente e dá ao motorista a sensação de estar a bordo de um esportivo. E por falar em digital, a projeção do nome Refine S4 no chão, ao abrir a porta do motorista, é uma agradável surpresa.

No que tange à conectividade e segurança, ambas variantes oferecem a seguinte lista de itens:

  • Central multimídia com tela de 10,25” em LCD,
  • Mirror Link via Wi-Fi;
  • Bluetooth;
  • Sistema Keyless com entrada e partida sem chave;
  • Chave com destravamento remoto das portas e do porta-malas;
  • Direção elétrica progressiva;
  • Cluster com iluminação automática em LED;
  • Entrada USB 01 console central e 02 segunda fileira de bancos;
  • Antena barbatana de tubarão;
  • Android Auto/ Apple CarPlay;
  • Airbags laterais e dianteiros;
  • Função Auto Hold;
  • Controle de estabilidade e tração;
  • Assistente de ladeira;
  • Luzes Diurnas em LED
  • Follow me Home;
  • Piloto automático;
  • Freio de estacionamento elétrico;
  • Isofix.
Refine S4 é o nome do T60 Plus no mercado chinês (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

Conforto e experiência de uso

O quesito conforto e experiência de uso pode ser classificado quase que totalmente como prazeroso. O pequeno “senão” fica por conta do ajuste da suspensão do JAC T60 Plus Turbo, especificamente na parte traseira do SUV.

O carro fornecido ao Canaltech apresentou, em várias ocasiões, batidas secas ao fim do curso quando pegava irregularidades no chão, causando desconforto à direção e trazendo ruídos excessivos à cabine, problema que não foi detectado em outros modelos já testados, como o E-JS1 ou o próprio E-JS4, irmão elétrico do modelo em questão.

Interior do T60 Plus é bem acabado, confortável e completo (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

Deixando de lado o pequeno problema com a calibragem da suspensão, o JAC T60 Plus é um deleite. O motor 1.5 Turbo i-VVT gera 168 cavalos e entrega torque de 21,4 kgfm, suficientes para empurrar o SUV de 1.365kgs de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos.

O câmbio CVT, que simula 6 velocidades, funciona bem com o conjunto mecânico e mostra que, nesse quesito, a JAC Motors está bem resolvida, independentemente do modelo escolhido pelo cliente.

O consumo, que normalmente é vilão em se tratando de SUVs, foi bastante aceitável, tanto no perímetro urbano quanto no rodoviário, apresentando médias de 9 km/l na cidade e 13,9 km/l na estrada.

Câmbio CVT simula 6 velocidades e casa bem com conjunto mecânico (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

“O JAC T60 Plus Turbo é bem resolvido tanto em design quanto no conjunto mecânico. Se acertar a calibragem da suspensão traseira, vai incomodar os principais rivais.”

— Paulo Amaral

Design e acabamento

Os pontos altos do JAC T60 Plus Turbo são o design e o acabamento. A marca chinesa manteve a tradição e caprichou nesses quesitos ao planejar o SUV.

Desde as linhas exteriores, modernas e arrojadas, passando pela frente que se assemelha com a Fiat Toro à traseira, com um design diferenciado dos faróis em LED, até os detalhes do interior, tudo se encaixa harmoniosamente.

Conjunto óptico dianteiro lembra bem o da picape Toro, da Fiat (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

O T60 Plus atrai olhares por onde passa, tanto pela inegável beleza quanto pelo desconhecimento de algumas pessoas, que confessaram à reportagem nunca terem visto o modelo rodando pelas ruas da capital paulista.

Por dentro, tudo também funciona redondinho, desde os controles do ar-condicionado digital (melhor do que o da versão 100% elétrica, diga-se de passagem) até o belo teto solar panorâmico e elétrico, que dá um charme especial e uma sensação de amplitude ainda maior ao SUV. Os bancos são muito bem acabados e bem confortáveis.

Teto solar panorâmico é uma atração do T60 Plus Turbo (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

Concorrentes

Um SUV que pode ser apontado como concorrente de fato do modelo chinês, para desespero da JAC Motors, é justamente um dos mais vendidos em 2021 no Brasil: o Jeep Compass. Mas o desespero é um sentimento causado apenas pela diferença no número de emplacamentos.

Afinal de contas, o T60 Plus Turbo custa menos, tem um pacote de equipamentos mais completo e até mesmo um motor mais moderno do que o rival estadunidense. Ou seja: basta o preconceito com carros chineses diminuir para o carro da JAC brigar diretamente com o Compass, que parte de R$ 161 mil.

Outro que também tem características de rival é o recém-lançado Caoa Chery Tiggo 7 Pro, que já foi testado brevemente pelo Canaltech. Em relação a esse SUV específico, a JAC ainda terá de correr atrás, pois tanto em motor quanto em pacote tecnológico o modelo sino-brasileiro leva a melhor. O preço dele, no entanto, é maior e beira os R$ 180 mil.

Veredicto

A constatação após uma semana ao volante do JAC T60 Plus Turbo é simples e direta: o SUV chinês, que começou 2022 sendo vendido por R$ 148.990 (PACK 2) no site oficial da montadora, tem potencial para subir vários degraus no mercado brasileiro.

A JAC, no entanto, precisa dar uma atenção maior se não quiser ficar apenas no retrovisor do Chery Tiggo 7 Pro, que já chegou ao país esgotando o primeiro lote de reservas e mostrando que o Jeep Compass tem que se preocupar, e muito, com sua fatia de mercado em 2022.

T60 Plus pode ou não tirar o reinado do Compass? (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

No Canaltech, o JAC T60 Plus Turbo foi avaliado graças a uma unidade gentilmente cedida pela JAC Motors.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu