Serpro abre edital para contratar serviços de empresas de software

Empresas interessadas em participar de licitações do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) para contratação de serviços de codificação e testes de software podem participar do Edital de Pré-Qualificação promovido pela entidade. A modalidade é a de Pregão Eletrônico: com menor preço por item e execução indireta.

As licitações devem ocorrer no decorrer de 2022. O objetivo é garantir a transformação digital e, ao mesmo tempo, apoiar o setor produtivo de tecnologia da informação do país. “Uma das novidades é a simplificação de regras para qualificação de empresas interessadas em prestar o serviço de codificação de portais”, explica Artur Tupiassu, gerente do Serpro.

Empresas podem participar de pré-qualificação do Serpro (Imagem: Reprodução/Pexels/Christina Morillo)

Ele explica que a fase de pré-qualificação garante que os interessados desenvolvam os requisitos técnicos mínimos. Com isso, deve haver maior agilidade em futuras contrações.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Grupos do edital

As inscrições estão disponíveis neste link. As empresas podem se candidatar à pré-qualificação em cinco grupos, de acordo com as diferentes tecnologias e conhecimentos exigidos. É possível buscar a habilitação em uma ou mais categorias.

Os grupos 1 e 2 são de comprovação da aptidão em Serviço de Codificação para Soluções Digitais. O grupo 3 é dos Serviços de Codificação e Migração de Portais, que compreende front-end, padrões web, migração de conteúdos, CMS e outros. Já o grupo 4 é voltado a Serviço de Codificação e Integração de Busca entre Portais, com destaque para acessibilidade, e teste funcional e não-funcional de software. O grupo 5 é de Serviço de Codificação para Portais de Dados Abertos.

O edital apresenta todas as informações necessárias, e os documentos a serem preenchidos e entregues. Além disso, inclui manuais sobre o processo de desenvolvimento de software, o ambiente de desenvolvimento que deve ser utilizado na prestação de serviços, o glossário de naturezas EGD, o padrão de atribuição de nomes, o modelo lógico e o roteiro de métricas.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu