Xiaomi 11i HyperCharge é lançado com carregamento de 120 W e câmera de 108 MP

O suporte para carregamento rápido de 120 W costuma ser uma característica presente nos aparelhos topo de linha, como o Xiaomi 12 Pro. Porém, a companhia chinesa começa a trazer o recurso para os intermediários, como é o caso do Xiaomi 11i HyperCharge, apresentado nesta quinta-feira (6).

Xiaomi 11i e 11i HyperCharge apresentam as mesmas características, exceto no aspecto de bateria (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O celular é uma versão renomeada do Redmi Note 11 Pro Plus, que foi lançado no mercado chinês durante o mês de outubro. De acordo com informações divulgadas pela própria Xiaomi, são necessários apenas 15 minutos na tomada para completar a carga da bateria de 4.500 mAh — o carregador de 120 W acompanha o produto na caixa, então não é necessário comprar o acessório de forma separada.

As outras especificações do Xiaomi 11i Hypercharge ainda incluem processador MediaTek Dimensity 920, com versões que variam entre 6 e 8 GB de memória RAM LPDDR4X (com mais 3 GB de RAM virtual quando disponível), e 128 a 256 GB de armazenamento interno UFS 2.2, e possibilidade de expansão via cartão micro SD.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Carregamento rápido promete recarga completa em 15 minutos (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Na parte frontal, a tela AMOLED do dispositivo tem 6,67 polegadas,além de resolução Full HD (2.400 x 1080 pixels), taxa de atualização de 120 Hz e taxa de amostragem de 360 Hz, além de 1.200 nits de brilho máximo. O conjunto de câmeras traseiras é liderado por um sensor Samsung HM2 de 108 MP, que aparece junto com uma ultrawide de 8 MP e sensor macro de 2 MP — a câmera de selfies fica dentro de um furo centralizado no display, e tem 16 MP.

O Xiaomi 11i HyperCharge ainda tem construção em vidro, com resistência IP53 contra poeira e respingos d’água. O sensor de impressões digitais fica na lateral, e o dispositivo ainda oferece dois speakers para som estéreo, porta 3,5 mm para fones de ouvido e emissor de infravermelho para controlar a televisão, ar condicionado ou outros produtos sem a necessidade de conexão com a internet.

Xiaomi 11i com bateria maior

Os dois aparelhos possuem tela AMOLED com suporte para taxa de atualização de 120 Hz (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

A marca chinesa também apresentou o Xiaomi 11i (sem o “HyperCharge”) na mesma ocasião. Ele é o Redmi Note 11 Pro (sem o “Plus”) renomeado, e por isso traz todas as mesmas especificações do HyperCharge, exceto no aspecto de bateria. Com um tanque de 5.160 mAh, ele aparece como uma opção para quem desejar um maior tempo de uso antes da necessidade de uma recarga, mas por outro lado o carregamento fica limitado a 67 W — ainda mais rápido que grande parte dos intermediários disponíveis no mercado.

Preços e disponibilidade

Os dispositivos foram apresentados para o mercado indiano, e poderão ser comprados por lá a partir do dia 12 de janeiro. Ainda não existem informações concretas relacionadas a prazos para disponibilização dos dispositivos no Brasil, mas é provável que eles cheguem daqui a alguns meses com a nomenclatura Redmi Note 11 Pro/Pro Plus original. Os preços sugeridos de cada versão podem ser conferidos abaixo:

  • Xiaomi 11i HyperCharge (6 + 128 GB): 26.999 rúpias (cerca de R$ 2.070 em conversão direta)
  • Xiaomi 11i HyperCharge (8 + 256 GB): 28.999 rúpias (R$ 2.223)
  • Xiaomi 11i (6 + 128 GB): 24.999 rúpias (R$ 1.916)
  • Xiaomi 11i (8 + 128 GB): 26.999 rúpias (R$ 2.070)
  • Carregador de 120 W para Xiaomi 11i HyperCharge: 3.999 rúpias (R$ 306)

Xiaomi 11i HyperCharge: ficha técnica

  • Tela: OLED de 6,67 polegadas com resolução Full HD (2.400 x 1.080 pixels), tecnologia AMOLED, 1200 nits de brilho máximo e suporte para taxa de atualização de 120 Hz e taxa de amostragem de 360 Hz;
  • Chipset: Mediatek Dimensity 920, GPU Mali-G68 MC4;
  • Memória RAM: 6 GB ou 8 GB (com mais 3 GB de RAM virtual quando disponível)
  • Armazenamento interno: 128 ou 256 GB expansíveis via microSD;
  • Câmera traseira: tripla de 108 MP (principal com abertura f/1.89, sensor de 1/1.52″ e pixels de 0.7μm) + 8 MP (ultrawide) e 2 MP (macro), suporte para gravação em 4K 30fps, slow-motion a 960 fps;
  • Câmera frontal: 16 MP;
  • Dimensões: 163.65 x 76.19 x 8.34 mm (AxLxP);
  • Peso: 204 gramas;
  • Bateria: 4.500 mAh com suporte a carregamento rápido de 120 W;
  • Extras: Bluetooth 5.2, leitor de impressão digital na lateral, suporte para WiFi 6, 5G, 4G LTE, GPS e emissor infrevermelho;
  • Sistema operacional: Android 11 com interface MIUI 12.5 (atualização para Android 12 e MIUI 13 prevista).

Xiaomi 11i: ficha técnica

  • Tela: OLED de 6,67 polegadas com resolução Full HD (2.400 x 1.080 pixels), tecnologia AMOLED, 1200 nits de brilho máximo e suporte para taxa de atualização de 120 Hz e taxa de amostragem de 360 Hz;
  • Chipset: Mediatek Dimensity 920, GPU Mali-G68 MC4;
  • Memória RAM: 6 GB ou 8 GB (com mais 3 GB de RAM virtual quando disponível)
  • Armazenamento interno: 128 GB expansíveis via microSD;
  • Câmera traseira: tripla de 108 MP (principal com abertura f/1.89, sensor de 1/1.52″ e pixels de 0.7μm) + 8 MP (ultrawide) e 2 MP (macro), suporte para gravação em 4K 30fps, slow-motion a 960 fps;
  • Câmera frontal: 16 MP;
  • Dimensões: 163.65 x 76.19 x 8.34 mm (AxLxP);
  • Peso: 207 gramas;
  • Bateria: 5.160 mAh com suporte a carregamento rápido de 67 W;
  • Extras: Bluetooth 5.2, leitor de impressão digital na lateral, suporte para WiFi 6, 5G, 4G LTE, GPS e emissor infrevermelho;
  • Sistema operacional: Android 11 com interface MIUI 12.5 (atualização para Android 12 e MIUI 13 prevista).

Fonte: Android Authority

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu