Apple processa cantora de nome “Abacaxi” por “parecer demais” com maçã

A Apple processou recentemente uma cantora independente, cujas músicas no Spotify têm apenas sete ouvintes por mês, apenas por causa de seu nome artístico. Segundo o The New York Times, Stephanie Carlisi, que como cantora assina como Franki Pineapple, recebeu da Justiça dos EUA uma ação alegando semelhança de seu codinome com o da Apple.

A empresa considerou até mesmo se opor ao logo de Carlisi, uma granada de abacaxi explodindo, de acordo com documentos. “Nem sequer é uma maçã”, disse Carlisi, de 46 anos, sobre seu sobrenome artístico (Pineapple é abacaxi em inglês). “Você está dizendo às pessoas que elas não podem se apropriar de frutas ou qualquer coisa que tenha essa conexão com a Apple, que é essa empresa gigantesca.”

Carlisi respondeu à Apple no tribunal e ganhou uma concessão. A empresa afirmou que pararia de persegui-la se ela incluísse uma isenção de responsabilidade em seu pedido de marca registrada, dizendo que Franki Pineapple não era seu nome real. É na verdade uma reverência ao seu falecido pai, Franki, e à fruta abacaxi, às vezes considerada como um símbolo feminista nos EUA.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Nome e logo da cantora Franki Pineapple, que foi alvo de processo da Apple (Imagem: Reprodução)

Apesar de todo o imbróglio ter custado à cantora cerca de US$ 10 mil (R$ 51,1 mil), Carlisi diz ter usado a batalha legal como inspiração para seu primeiro single, “Fuck It Man!”.

Apple contra as marcas de maçãs

A reportagem do New York Times relembra também o histórico da Apple de processar diversas outras marcas que tentaram usar maçãs. Em 1989, processou oito; uma delas era para um varejista de eletrônicos que vendia peças de computador sob o nome de “Abacaxi”. Recentemente, duas vítimas nos tribunais foram a Appleton Area School District, um sistema de educação pública de 16 mil alunos em Appleton (EUA), que tem um logotipo de três maçãs entrelaçadas; e o Big Apple Curry, um blog de culinária indiana de Nova York.

Já ocorreu o contrário também. Em 1978, a Apple Corps, empresa fundada pelos Beatles, processou a Apple Computer por violação de marca registrada, uma briga que durou por várias décadas. Em 2007, as duas Apples finalmente concordaram em dar à empresa de tecnologia todas as marcas relacionadas a “Apple”.

Fonte: The New York Times

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu