Bat-roupa de Lex Luthor tem uma melhoria que Batman jamais imaginou

O vilão Lex Luthor deu um tempo daquelas cores roxas e verdes de seu uniforme de guerra e agora curte preto. Na HQ Batman nº 120, lançada nos EUA, o supervilão revelou o upgrade em seu visual, que seria muito útil ao Cavaleiro das Trevas se ele tivesse tido a ideia antes.

Atenção: spoilers a seguir!

Na revista, roteirizada por Joshua Williamson e ilustrada por Jorge Molina e Mikel Janin, Lex Luthor adquiriu a Batman Inc. depois que Bruce Wayne abandonou a equipe. O herói descobre que seus “alunos” foram presos pelo assassinato do vilão Abismo, que na verdade ainda está vivo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Enquanto Batman tenta parar o vilão, vemos Lex apresentando um novo bat-uniforme. Ele o usa para lutar contra Abismo, que invadiu sua base. Luthor toca um botão no pulso e ativa uma armadura que rasga suas roupas. O traje havia sido criada originalmente para o Homem-Morcego.

Cena de Batman nº 120 (Imagem: Reprodução/DC)

Com a nova roupa, Luthor rastreia e acha Batman quando este tentava tirar a Batman Inc. da cadeia. Luthor diz ao herói que a única esperança de parar Abismo é trabalhar para ele. Mas aqui vem uma reviravolta: a equipe revela que Luthor pode ter financiado tudo, mas eles trabalham para Abismo. Eles oferecem ao Batman um lugar na equipe e querem que ele os ajude a matar Luthor.

Agora Batman, que sabemos que não mata seus inimigos, tem um problema triplo: parar a Batman Inc., Abismo e o próprio Luthor, que agora tem uma bat-roupa com uma bat-armadura embutida, um recurso que ele nunca pensou em inventar. Teria evitado muita pancada do Bane, Crocodilo, Exterminador e outros rivais seus.

Fonte: ScreenRant

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também