Black Friday: R$ 102 milhões em fraudes foram evitados neste ano, diz pesquisa

Aproximadamente R$ 102 milhões em golpes foram evitados em 26, 27 e 28 de novembro — o fim de semana da Black Friday. Os dados são de um levantamento da empresa antifraude Konduto e da Boa Vista, que tem soluções de inteligência analítica.

O montante representa quase 80% a mais do que os R$ 57 milhões evitados em 2020. No período, a Konduto investigou 20 compras por segundo: isso é mais que o dobro de pedidos analisados no mesmo período de 2020, quando o volume era de nove transações avaliadas por segundo.

Golpes evitados somam mais de R$ 100 milhões (Imagem: Reprodução/Elements/bernardbodo)

Para Tom Canabarro, CEO e cofundador da Konduto, os números são surpreendentes. “Temos realizado análises do comportamento do consumidor e dos criminosos há alguns anos e, ainda que a gente já esperasse um movimento intenso e muitas tentativas de fraude, 2021 surpreendeu.”

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Enquanto em 2020 as vendas se diluíram de forma equilibrada nos três dias do fim de semana, em 2021, 63,58% delas ocorreram na sexta (foram 42,93% em 2020). Já os volumes médios de fraude foram semelhantes, mesmo com mais operações no primeiro dia.

Celular já é preferido para compras

Quando as tentativas de golpe são divididas por Estado, o Rio de Janeiro fica em primeiro lugar, com 35,7% (10,25% no mesmo período de 2020). São Paulo vem em seguida: 21,5%, cerca de 18,6% menos tentativas em 2021.

Outras localidades que apresentaram redução em relação a 2020 foram Alagoas, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O Acre teve o menor percentual: 0,17% do volume total de ataques identificados pela Konduto em 2021. Em 2020, foi um pouco menos: 0,12%.

Na análise das fraudes por pedido, a taxa caiu em quase todos os Estados. São Paulo teve a maior queda: de 1,41% para 0,37%. Já o Rio de Janeiro, campeão nacional, teve aumento de 0,5% entre 2020 e 2021, e foi de 1,16% para 1,67%. Em relação a horários, o volume de fraudes de meio-dia a meia-noite foi de 70,7%. Durante a madrugada, das 0h às 5h59, foram 11,04%.

Celular já é meio mais usado para compras online (Imagem: Reprodução/Pexels/Mikhail Nilov)

O celular é o meio mais utilizado para compras e para fraudes: 70% das tentativas ocorreram nesse ambiente. “O consumidor se habituou às compras pelo smartphone. O volume de vendas online tem aumentado a cada análise, assim como a quantidade de tentativas de fraude. Isso reforça que, para vender mais, é preciso ter um bom antifraude para evitar prejuízos”, destaca Canabarro.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu