GM perde liderança no mercado de carros dos EUA após 91 anos; veja quem assumiu

A General Motors (GM) reinava absoluta, ano após ano, desde 1931, como a montadora campeã em vendas de carros nos Estados Unidos. O posto, no entanto, agora mudou de dono e pela primeira vez na história foi para as mãos de uma marca de fora da América.

A nova número 1 em vendas de carros nos EUA é a japonesa Toyota, que emplacou, entre janeiro e dezembro de 2021, 114.034 carros a mais do que a GM (2,3 milhões contra 2,2 milhões, aproximadamente). A Toyota cresceu 10,4% no período, enquanto a montadora caseira retraiu 12,9% em relação ao ano anterior.

Steve Carlisle, vice-presidente executivo e presidente da GM na América do Norte, enalteceu o esforço da marca na tentativa de se manter na liderança. E prometeu lutar para retomar o posto em 2022:

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

“Nossos revendedores e nossas equipes de engenharia, cadeia de suprimentos, manufatura e marca moveram montanhas para satisfazer o maior número possível de clientes em 2021, apesar dos estoques baixos causados ​​por problemas na cadeia de suprimentos de semicondutores durante o terceiro e quarto trimestres. Em 2022, planejamos tirar proveito da forte economia e antecipamos melhores suprimentos de semicondutores para aumentar nossas vendas e participação.”

Toyota minimiza 1º lugar; GM exalta SUVs

Fazer história não apenas por tirar a General Motors de uma posição quase centenária, mas também por ser a primeira fora da América a liderar em vendas nos EUA, não mudou o cotidiano da Toyota.

Presidente da Toyota posa ao lado dos futuros veículos elétricos da marca (Imagem: Noriak Mitshhashi/Agência N-Rak)

Em comunicado oficial, a japonesa preferiu exaltar os bons números do segmento de eletrificados, líder em vendas pelo 22º ano consecutivo e com aumento de 73,2% em 2021 no comparativo com 2020.

“A Toyota North America ​​se concentrou em oferecer uma experiência excepcional ao cliente, e continuamos otimistas à medida que nossa estratégia de eletrificação evolui ainda mais”, resumiu Jack Hollis, vice-presidente sênior do Grupo de Operações Automotivas.

Na GM, o posicionamento foi direcionado para o saldo positivo nos segmentos de SUVs e de picapes, que fecharam 2021 na liderança pela oitava e pela 21ª vez consecutiva, respectivamente.

Em comunicado, a estadunidense disse que “espera que o crescimento econômico dos EUA e a melhoria da disponibilidade de semicondutores ajudem a impulsionar as vendas totais da indústria leve de 15 milhões em 2021 para cerca de 16 milhões em 2022”.

Fonte: General Motors, Toyota, CNBC

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu