Pokémon da vida real! 5 animais que inspiraram os criadores da franquia

Pokémon fez parte da infância (e continua integrando a vida) de muitos, seja por conta dos games ou do anime. No entanto, o que pode não fazer parte do imaginário dos fãs é que algumas das famosas criaturinhas foram baseadas em animais que, apesar de excêntricos, são reais. Veja agora alguns exemplos!

Papilio glaucus e Caterpie

Lagarta Tigre do Ocidente inspirou Caterpie (Imagem: twenty20photos/Envato, divulgação/The Pokémon Company, edição: Nathan Vieira/Canaltech)

A lagarta da espécie Papilio glaucus, que também atende pelo nome não-oficial de Tigre do Ocidente, serviu de inspiração para Caterpie. O animal costuma ser inofensivo, alimentando-se principalmente de folhas. Sua principal característica consiste nas manchas espalhadas pelas costas, que servem para assustar e afastar os possíveis predadores.

Axolote e Wooper

Axolote inspirou Wooper (Imagem: EwaStudio/Envato, divulgação/The Pokémon Company, edição: Nathan Vieira)

O Pokémon Wooper foi criado com base na axolote, uma espécie de salamandra, que chega à fase adulta ainda carregando as características de quando era larva, caprichando na dose de fofura. Apesar de ser chamada de “monstro aquático” e até “peixe que anda”, essa espécie pertence à classe dos anfíbios! E uma curiosidade sobre axolotes é que podem se regenerar extremidades amputadas e até a medula espinhal em caso de lesões — sem deixar cicatriz.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Picoteiro-americano e Pidgey

Picoteiro-americano inspirou Pidgey (Imagem: CreativeNature_nl/Envato, divulgação/The Pokémon Company, edição: Nathan Vieira)

Também conhecido como cedar waxwing, o picoteiro-americano é uma ave da família Bombycillidae que pode ser encontrada tanto na América do Norte quanto na América Central. No entanto, em Pokémon, esse animal pode ser visto no Pidgey. As semelhanças são bem claras, e estão desde a coloração das penas até o topete bem estiloso.

Jamanta e Mantine

Arraia Jamanta inspirou Mantine (Imagem: divingbali/Envato, divulgação/The Pokémon Company, edição: Nathan Vieira)

Gigante voadora. Esse é um dos vários apelidos da arraia jamanta, um dos maiores peixes cartilaginosos (que não possuem um esqueleto formado por ossos, mas por cartilagem) do oceano. A espécie costuma variar entre 2,5 e 5,5 metros de comprimento, e vive em lugares tropicais, normalmente, evitando águas frias. Sua alimentação consiste, basicamente, de plâncton. Em Pokémon, várias características inconfundíveis da jamanta podem ser observadas em Mantine, até as guelras na parte inferior do corpo.

Feneco e Eevee

Raposa-do-deserto inspirou Eevee (Imagem: twenty20photos/Envato, divulgação/The Pokémon Company, edição: Nathan Vieira)

As orelhinhas do Pokémon Eevee só poderiam pertencer ao feneco, também conhecido como raposa-do-deserto. Trata-se do menor de todos os canídeos, normalmente encontrado em desertos do Norte da África. Sua estrutura corporal é feita justamente para aguentar o clima do deserto, e justamente por conta do lugar em que habita, passa o dia dormindo e só deixa sua toca durante a noite. Suas orelhas podem chegar a medir até 15 centímetros, e ajudam na tarefa de caçar presas.

Fonte: Com informações de CBR, GameRant

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também