Positivo consertará computadores das concorrentes Dell, HP e Lenovo

A Positivo lançou neste mês a Positivo Tech Services, que irá oferecer suporte e assistência técnica para outras fabricantes de computadores que atuam no Brasil como suas concorrentes, como Lenovo, HP e Dell. Segundo o Neofeed, a nova divisão cobrirá cerca de 5.500 municípios.

A Tech Services consertará computadores, notebooks, tablets, servidores, celulares e máquinas de pagamento. Os serviços terão cobertura 24 horas por dia, sete dias por semana, e incluirá suporte e treinamento de pessoal, gestão do parque de equipamentos, segurança e manutenções corretivas e preventivas das máquinas.

A nova unidade de negócios começou com contratos de assistência técnica para grandes empresas como Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Correios, Petrobras, Cielo e Usiminas. De acordo com Marcos David Santos, diretor de operações da Positivo, esse é um mercado que movimenta R$ 4 bilhões anualmente no Brasil.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Positivo Tech Services consertará computadores de fabricantes como Dell e Lenovo (Imagem: Divulgação/Positivo)

Uma equipe de cerca de 500 funcionários vai compor a nova divisão, mas contarão com 1.500 profissionais em campo, incluindo próprios da Positivo e terceiros. A estrutura da Tech Services incluirá técnicos em 25 centros logísticos espalhados pelo Brasil e quatro centros de reparo de grande porte em Minas Gerais, Paraná e São Paulo, incluindo uma nova unidade em Barueri com 2,5 mil metros quadrados.

Ao Neofeed, a Positivo não quis divulgar números consolidados de suas operações de serviços nem projeções com a nova divisão. No acumulado de janeiro a setembro de 2021, a empresa, avaliada em R$ 1,02 bilhão, teve uma receita líquida de R$ 2,2 bilhões, alta de 75,5% sobre o mesmo período no ano anterior, além de lucro líquido de R$ 161 milhões, um crescimento de 249,5%.

Fonte: Neofeed

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também