Review Edifier W600BT | bateria compensa a falta de expressão sonora

A Edifier lançou, neste ano, mais um modelo de fone de ouvido acessível. Dessa vez, a marca apresentou o Edifier W600BT — acessório que tem como alvo um público que quer pagar ainda menos do que o modelo superior, W800BT, sem perder a qualidade da linha.

O dispositivo possui o design supra-auricular, ou over-ear, e tem suporte tanto para conexão Bluetooth quanto com cabo auxiliar, graças ao conector para plugue de 3,5 mm presente em sua concha esquerda.

Mas será que ele é uma boa aposta, mesmo em um segmento de entrada? Confira nossa análise e conheça mais sobre o Edifier W600BT.

Prós

  • Design minimalista e leve
  • Boa performance da bateria
  • Bons médios e agudos
  • Espumas confortáveis
  • Suporte a conexão com dois aparelhos simultâneos

Contras

  • Sem suporte ao aplicativo da marca
  • Graves sem muita expressão
  • Fio com plugue de 3,5 mm curto
  • Design não-dobrável

Design e Construção

O Edifier W600T é mais um modelo supra-auricular — também conhecido como over-ear — da marca.

Ele conta com um acabamento com espumas nas duas conchas e na parte superior da alça. Essas características garantem um conforto maior ao usar o dispositivo.

O design também é bem minimalista, compreendendo apenas três teclas físicas, todas do lado direito do dispositivo.

Duas delas ficam na lateral da concha e servem principalmente para controlar o volume, enquanto a terceira fica na parte externa e é um botão multi-funções.

O acessório vestível ainda conta com uma entrada para cabo USB-C de carregamento no lado direito, algo que mostra o compromisso da marca em se manter fiel às evoluções do mercado.

Edifier W600BT tem design supra-auricular confortável (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)

No esquerdo, é possível conectar um fio com plugue de 3,5 mm, que vem junto no kit. Isso ajuda a ter um resultado de áudio ainda mais fiel e sem lags, apesar de a conexão Bluetooth não deixar a desejar neste aspecto.

Por fim, a alça também é ajustável em vários níveis. Essa característica é interessante para torná-lo compatível com uma base maior de usuários e também impede deslizes involuntários do ajuste.

No geral, é um fone de ouvido bem confortável e, apesar da sua espuma não ser tão macia quanto a do Edifier W820NB, ela ainda garante que horas de uso não deixem você incomodado.

Qualidade de som

O Edifier W600BT é um fone de ouvido de entrada e, consequentemente, não podemos esperar muito dele em relação à qualidade sonora.

De qualquer forma, ele entrega um bom conjunto de médios e agudos, principalmente este último.

Em Under Pressure — da banda britânica Queen com participação de David Bowie —, por exemplo, é possível notar bem a sonoridade dos pratos da bateria, que faz a marcação do tempo de praticamente toda a canção.

Em Heroes, também do David Bowie, é possível notar uma presença maior dos médios.

No entanto, quando se trata de graves, ele deixa um pouco a desejar. Não que haja ausência deles, pelo contrário, eles ainda dão uma boa encorpada na reprodução.

Mas percebe-se que este não foi o foco da Edifier com o W600BT, já que eles não são tão destacados como em outros modelos.

Edifier W600BT peca nos graves, mas entrega bom equilíbrio entre médios e agudos. (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)

O fone de ouvido também tem um volume máximo alto, mas a reprodução não é nem de longe agradável neste cenário — os médios e agudos ficam distorcidos e o vestível perde seus principais aspectos positivos.

O melhor a se fazer é manter ali entre 50% e 75% — um volume ainda bom para ter mais imersão com as músicas sem perder as propriedades das frequências.

Bateria e conectividade

Assim como outros dispositivos da marca, o Edifier W600BT ainda deixa a desejar por não ter compatibilidade com o aplicativo da empresa, o Edifier Connect. Isso dificulta um pouco na hora de configurar o fone ou acompanhar o nível real de bateria.

Como efeito de comparação, o W800BT — que é da mesma família, mas tem desempenho superior — ou até mesmo o W820NB, já são compatíveis com a aplicação para celulares.

De qualquer forma, o pareamento inicial é bem simples. Basta pressionar o botão multi-funções até ligar o acessório e manter segurado por alguns segundos a mais até ouvir alguns toques no fone.

Depois disso, basta ir até as configurações de Bluetooth do celular para finalizar a configuração.

Uma vez pareado, o fone de ouvido é automaticamente reconhecido pelo celular caso um esteja ao alcance do outro. A reconexão é rápida na maioria das vezes, e não é necessário voltar à tela de definições do smartphone para parear novamente.

A bateria é seu principal ponto positivo e o Edifier W600BT pode chegar a 60 horas de uso. (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)

O Edifier W600BT também conta com suporte para conexão de até dois dispositivos simultâneos. Isso é ótimo para usuários que querem conectá-lo ao computador e celular ao mesmo tempo sem perder a ligação em nenhum dos pontos.

A performance da bateria é outro destaque do W600BT e ele pode ficar dias longe das tomadas. No meu teste, reproduzi músicas por seis horas no Spotify com qualidade alta de streaming e volume ajustado em 50%. Neste cenário, o consumo foi de apenas 10%.

O nível de bateria pode ser acompanhado direto pela página de configurações do smartphone conectado e, como ali é indicado de 10 em 10%, podemos estimar que ele chegue a 60 horas de reprodução.

A Edifier, no entanto, promete que a bateria do W600BT tem autonomia de até 30 horas, mas essa é uma estimativa que deve levar outros parâmetros em consideração, como um nível maior do volume, por exemplo.

Navegação por toque

A tecla multi-funções e os botões de volume tem funções extra além mais óbvias, que são aumentar/abaixar o volume ou ligar/desligar o aparelho.

Neste fone, não temos recursos como ANC ou Modo jogo. Dessa forma, as funcionalidades dos botões são mais limitadas ao controle de faixas ou de chamadas. Veja quais as opções disponíveis:

Tecla multi-funções

  • Um toque simples: pausar/retomar reprodução ou atender uma chamada
  • Dois toques: aciona o assistente de voz
  • Segurar por três segundos: liga/desliga o fone
  • Manter pressionado: recusa chamada
Edifier W600BT tem controle de vários recursos em tecla multi-funções. (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)

Teclas de volume

  • Manter pressionado o volume para baixo: volta a faixa anterior
  • Manter pressionado o volume para cima: avança para a próxima faixa

Ficha técnica

  • Peso: 168 g
  • Drivers dinâmicos de 40 mm;
  • Controles de toque;
  • Bateria de 350 mAh com autonomia de até 30 horas
  • Bluetooth 5.1;
  • Alcance Bluetooth: 10 metros
  • Resposta de frequência: 20 Hz-20 kHz
  • Impedância: 32 Ohms

Acessórios

O kit do W600BT inclui, além do próprio fone de ouvido, um cabo USB-C para carregamento — sem adaptador para colocar na tomada —, um manual de instruções e um fio auxiliar com plugue de 3,5 mm.

Geralmente, não se tem muito o que falar sobre os acessórios que são inclusos nos kits de fones de ouvido, mas aqui eu tenho um pequeno comentário.

O fio auxiliar que chega com o W600BT não chega a ser considerado curto, mas certamente é um incômodo para pessoas mais altas ou com tronco maior. Isso porque, se o celular ficar no bolso esquerdo e o usuário virar a cabeça para a direita verá que o cabo é de tamanho insuficiente.

Edifier W600BT tem entrada para cabo auxiliar com plugue de 3,5 mm (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)

Além disso, notei um pequeno mal contato no acessório, mesmo no primeiro uso. Eu literalmente tirei o fio da caixa, liguei no celular e já notei que o volume da música é bem reduzido ou apresenta chiados se mexer no plugue.

Não sei se é um problema da unidade que recebi para o teste, mas nota-se que o cabo de “cortesia” é de uma construção bem simples, sem um acabamento mais desenvolvido para evitar esse tipo de problema.

Concorrentes Diretos

O principal concorrente direto ao Edifier W600BT é o JBL Tune 500BT. Os produtos são encontrados em uma faixa de preço bem parecida — entre R$ 200 e R$ 300, mas se diferem um pouco nas especificações e características.

A começar pelo hardware, o fone de ouvido da Edifier conta com drivers de 40 mm, enquanto a aposta da JBL entrega apenas 32 mm.

A bateria também é um ponto positivo para o produto desta análise, já que o Edifier promete autonomia de até 30 horas contra 16 do Tune 500BT. Além disso, meus testes mostraram que a performance da bateria pode ser ainda melhor do que o prometido.

Edifier W600BT rivaliza com JBL Tune 500BT. (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)

A conectividade também é mais avançada no Edifier, e ele oferece Bluetooth 5.1, enquanto seu adversário entrega conexão 4.1.

O modelo da JBL, por outro lado, é mais leve — são 155 gramas nele contra 162 no rival.

Isso deve ser responsável por oferecer um conforto maior ao usuário. E por falar nisso, o Tune 500BT tem outro ponto positivo, que é seu design dobrável que facilita o transporte em mochilas, por exemplo.

O Edifier também perde em não ter suporte ao codec aptx, que é oferecido pelo rival.

Em vez disso, a marca aposta apenas no SBC. Apesar disso, ele não entrega uma performance tão ruim em relação à latência, mas não podemos deixar de dar esse ponto para a JBL, principalmente se seu intuito é utilizar o acessório para jogos.

O preço baixo e a bateria compensam a ausência de expressividade?

O Edifier W600BT é um fone de ouvido bom para quem busca um acessório barato e que não é tão exigente em relação à qualidade sonora. Ele tem uma presença maior de graves e agudos, mas nada com grande destaque.

Os graves estão presentes no fone de ouvido, mas ainda mais inexpressivos — o que deixa as músicas sem aquela presença forte, que é característica de modelos mais avançados.

De qualquer maneira, isso é condizente com a sua faixa de preço — não podemos exigir muito de um fone de ouvido supra-auricular com preço que gira em torno de R$ 200 e R$ 300.

Ele também se sobressai em relação ao seu principal concorrente, o JBL Tune 500BT em vários aspectos — temos uma conectividade Bluetooth mais avançada, uma bateria com autonomia consideravelmente superior e drivers de áudio maiores.

Edifier W600BT conquista pela bateria potente. (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)

Ele peca por não entregar um design dobrável, o que facilitaria bastante na hora de carregá-lo dentro de uma mochila, por exemplo. Mas isso é algo em que a marca insiste não só neste, mas em outros modelos também, como o W800BT.

Com tudo isso, ele é uma excelente aposta se você não é tão exigente em relação ao desempenho sonoro.

Se quer um fone de ouvido para ouvir música por muito tempo sem se preocupar com a bateria — já que o modelo pode ultrapassar tranquilamente as 30 horas prometidas pela marca — ele certamente irá te agradar.

Fonte feed: canaltech.com.br

Veja também

Menu